Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Força Nacional do SUS visita o Acre para investigar doença diarréica

Saúde

Força Nacional do SUS visita o Acre para investigar doença diarréica

por Portal Brasil publicado: 30/01/2012 15h36 última modificação: 29/07/2014 09h10

Equipes da Força Nacional de Saúde do Sistema Único de Saúde (FNS/SUS) chegaram no último sábado (28) aos locais onde se integrarão ao grupo que investiga um surto de Doença Diarreica Aguda (DDA) em crianças indígenas menores de dois anos, no Acre. Elas vão prestar apoio assistencial e logístico à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e aos Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indigena (Dseis) Alto Rio Purus (AC) e Médio Solimões e Afluentes (AM), nas aldeias indígenas destas regiões.

Cerca de 23 profissionais de saúde partiram de Brasília com a missão de contribuir na busca de casos, atendimento nas aldeias, remoção dos casos graves e apoio aos órgãos de saúde dos municípios, quando necessário. Um grupo foi transportado em avião cedido pelo Ministério da Defesa/Força Área Brasileira (FAB) e outro pelo Departamento da Polícia Federal.

O secretário da Sesai, Antônio Alves de Souza, recebeu as equipes da Força Nacional de Saúde em Rio Branco (AC). “O deslocamento de equipes da Força Nacional de Saúde, que darão apoio aos profissionais da Sesai e dos seus Dseis, tem o objetivo de dar a atenção necessária a essa população e enfrentar as ocorrências na região”, afirmou Antônio Alves de Souza.

O foco para o atendimento são as sete aldeias que apresentaram óbitos de crianças por DDA até o momento: Novo Repouso, Nova Família, Morada Nova, Nova Fronteira, Novo Marinho, Nova Moema e Canamary. Para Eirunepé (AM) seguiu uma equipe de 13 profissionais de saúde: 3 médicos, 5 enfermeiros e 5 técnicos de enfermagem, ou seja, para os dois municípios, no total, 23 profissionais integram a missão. O secretário especial de Saúde Indígena, Antônio Alves, que está no Acre, também integrará a missão que viaja para Eirunepé (AM).

Até o momento, encontram-se internadas no Hospital da Criança, em Rio Branco, três crianças indígenas de aldeias da região de Santa Rosa do Purus (AC), sendo que uma delas permanece internada na UTI pediátrica em estado grave desde a semana passada e as outras duas estão na enfermaria em recuperação.

Dados preliminares apontam a ocorrência de 263 casos de DDA entre 23 de outubro do ano passado e 24 de janeiro, sendo 70 neste ano. Foram registrados também nove óbitos de dezembro de 2011 a 24 janeiro de 2012.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Número de brasileiros no Programa Mais Médicos aumentou
Em um ano, aumentou 44% a participação de médicos brasileiros no Programa Mais Médicos. Expectativa do governo é substituir 4 mil profissionais em três anos
Governo amplia recursos para UPAs 24h
Ministério da Saúde amplia em R$ 93 milhões os recursos para UPAS 24 horas. O investimento será usado para pagar e qualificar os serviços ofertados à população
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Em um ano, aumentou 44% a participação de médicos brasileiros no Programa Mais Médicos. Expectativa do governo é substituir 4 mil profissionais em três anos
Número de brasileiros no Programa Mais Médicos aumentou
Ministério da Saúde amplia em R$ 93 milhões os recursos para UPAS 24 horas. O investimento será usado para pagar e qualificar os serviços ofertados à população
Governo amplia recursos para UPAs 24h

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital