Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Hospital de Urgências de Goiânia recebe apoio do programa S.O.S Emergências

Saúde

Hospital de Urgências de Goiânia recebe apoio do programa S.O.S Emergências

por Portal Brasil publicado: 26/01/2012 16h06 última modificação: 29/07/2014 09h10

O Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) é uma das 11 unidades hospitalares do País que vai receber apoio por meio do S.O.S Emergências, ação estratégica para qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). O programa foi implantando no estado de Goiás pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na quarta-feira (25).

Assim como todos os hospitais públicos contemplados pela ação do governo federal, o Hugo receberá um repasse de R$ 300 mil por mês. Além disso, já está empenhado o repasse de R$ 1,5 milhão para a reforma física do hospital e mais R$ 1,2 milhão para a compra de equipamentos. Esse recurso foi aprovado via convênio firmado junto a Rede de Atendimento às Urgências e Emergências, após a validação das propostas pela direção do Hugo e Secretaria Estadual da Saúde.

A meta do governo federal – juntamente com os gestores locais – é promover o enfrentamento das principais necessidades do hospital, qualificar a gestão, ampliar o acesso aos usuários em situações de urgência, total informatização e garantir atendimento ágil, humanizado e com acolhimento aos pacientes.  “Cada detalhe na área de urgência e emergência é motivo de atenção. Nosso objetivo é identificar os gargalos que atrapalham o bom funcionamento da unidade e fazer com que o atendimento seja feito de maneira mais humanizada e rápida”, explicou o ministro da Saúde.

O ministro Alexandre Padilha sugeriu ao governo do estado que dentro do cronograma de reforma seja definida uma área para atender pacientes que sofrem de problemas neurológicos.

Investimentos

O Hospital de Urgências de Goiânia receberá do Ministério da Saúde incentivo anual de R$ 3,6 milhões – o que representa R$ 300 mil ao mês - para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência. A unidade ainda poderá receber até R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos e realização de obras e reformas na área física do pronto-socorro, conforme necessidade e aprovação de proposta.

Padilha anunciou que já foram liberados R$ 200 mil para a formação do Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), que será composto por representantes das secretarias de Saúde do Estado e do município de Goiânia, servidores do hospital e do Ministério da Saúde.

A unidade poderá, ainda, apresentar projetos para a criação de novos leitos de retaguarda e a qualificação (aquisição de novos equipamentos, por exemplo) para os leitos já existentes. São considerados leitos de retaguardas enfermarias de leitos clínicos, enfermarias de leitos de longa permanência, Unidades de Terapia Intensiva (UTI), Unidades Coronarianas e Unidades de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral.

Parceria

Também foi confirmada a parceria com os Hospitais de Excelência no Brasil - Sírio Libanês, Hospital do Coração, Samaritano, Alemão Osvaldo Cruz e Moinhos de Vento – e com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) para ampliar a qualidade do atendimento realizado. No caso do Hugo, o acompanhamento será feito pelo Albert Einstein que contribuirá com a expertise em gestão e prestação de serviços.

A principal contribuição dos hospitais de excelência será por meio do Telessaúde, ferramenta de comunicação a distância que presta teleconsultoria e segunda opinião médica, além da discussão de casos com equipe multiprofissional.

Saúde Toda Hora

O S.O.S Emergências funcionará articulado com os demais serviços de urgência e emergência que compõem a Rede Saúde Toda Hora, coordenada pelo Ministério da Saúde e executada pelos gestores estaduais e municipais em todo o País. Esses serviços englobam o Samu 192, Upas 24 horas, Salas de Estabilização e serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.

Hugo

O Hospital de Urgências de Goiânia é um pronto-socorro geral e é referência em neurocirurgia, urgência vascular, fraturas e outras cirurgias de urgências. A unidade realiza, mensalmente, 900 internações. Foram 6,91 mil internações de janeiro a agosto de 2011. A unidade possui 236 leitos. Deste total há 12 leitos de emergência, 13 leitos na UTI I, 20 leitos na UTI II e 14 leitos de UTI Neuro. O hospital conta com um centro cirúrgico com dez salas. O Hugo conta com 1.668 servidores e 420 médicos.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital