Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Militares são capacitados para diagnosticar casos de dengue com rapidez

Saúde

Militares são capacitados para diagnosticar casos de dengue com rapidez

por Portal Brasil publicado: 11/01/2012 10h58 última modificação: 29/07/2014 09h10

Cerca de 100 profissionais de saúde da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e das Forças Armadas começaram na terça-feira (10) a ser capacitados pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro para diagnosticar casos de dengue. A ideia é prepará-los para repassar o conhecimento aos demais colegas das unidades onde trabalham.

Para a coordenadora-geral de Educação em Saúde da secretaria, Andréa Melo, o trabalho ajudará na agilidade do serviço de manejo clínico do paciente, além de diminuir as mortes causadas pela dengue no estado. “O que a gente pretende é diminuir o número de óbitos no estado do Rio de Janeiro. É o nosso objetivo principal. Então estamos capacitando o maior número de profissionais possíveis para poder agilizar o serviço médico, podendo diagnosticar o paciente antes que surjam maiores complicações. Queremos, no final das contas, que nenhuma morte seja registrada no estado”, disse.

De acordo com a coordenadora, durante o curso, os alunos receberão o aprendizado do manejo clínico para identificar se de fato o paciente está com vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Além disso, aprenderão como repassar o conhecimento adquirido aos demais profissionais de saúde lotados nos departamentos militares, multiplicando as informações para os demais membros das equipes.

 

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital