Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Plano para melhoria do SUS vai investir em atendimento de emergência

Saúde

Plano para melhoria do SUS vai investir em atendimento de emergência

por Portal Brasil publicado: 04/01/2012 15h57 última modificação: 29/07/2014 09h10

A Santa Casa de São Paulo pretende concluir antes de fevereiro a criação de uma Casa de Cuidados para que moradores de rua recebam atendimento específico após o tratamento de emergência. A medida faz parte de uma estratégia do Ministério da Saúde para qualificar a gestão de hospitais e melhorar o atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

O pronto-socorro da Santa Casa é um dos maiores da América Latina, atende mais de 30 mil pacientes por mês, mas sua necessidade de leitos supera a capacidade interna de oferta. Para desafogar a sessão de emergência, a instituição prevê a reforma de dois imóveis do hospital para abrigar a Casa de Cuidados, que poderá ter 70 leitos masculinos, 30 femininos e dez berços.

A Santa Casa pretende ainda alugar um dos dez hospitais que estão desativados em São Paulo para complementar a necessidade de leitos do pronto-socorro. Essa unidade será reativada exclusivamente complementar a necessidade de leitos de retaguarda do pronto-socorro. Todas essas medidas foram decididas pelo Núcleos de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH) da Santa Casa, que dividiram R$ 3 milhões liberados recentemente pelo governo federal na compra de equipamentos e na reforma de 592 metros quadrados da área do pronto-socorro.

Por meio do programa S.O.S Emergência, o governo federal estimula a criação desses núcleos pelos hospitais. Eles são formados por representantes do ministério, das secretarias municipal e estadual de saúde e direção técnica da instituição, e têm a tarefa de diagnosticar problemas e implantar soluções. A previsão do Ministério da Saúde é de criação de 40 serviços de emergência até 2014.

A Santa Casa também propôs ao governo a criação de um núcleo interno de regulação para controlar o fluxo de pacientes desde a entrada no pronto-socorro até sua transferência para outros setores ou sua inclusão no programa de atenção domiciliar. Totalmente informatizada, essa unidade permitirá o controle de indicadores e o aprimoramento de cada etapa do atendimento.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital