Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Saúde divulga cartilha sobre vacinas e outros cuidados importantes nas viagens de férias

Saúde

Saúde divulga cartilha sobre vacinas e outros cuidados importantes nas viagens de férias

por Portal Brasil publicado: 09/01/2012 19h36 última modificação: 29/07/2014 09h10

No período de férias, aumenta o fluxo de viajantes do Brasil para o exterior. O Ministério da Saúde alerta que antes de viajar é importante que alguns cuidados sejam adotados, especialmente com relação à saúde. A atualização das vacinas, por exemplo, é um desses cuidados. A rede pública do Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza vacinas eficazes e gratuitas em quatro calendários: da criança, do idoso, do adolescente e do adulto, além dos povos indígenas.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela proteção da saúde do viajante em trânsito pelas áreas portuárias, aeroportuárias e de fronteiras, lançou o Guia de Bolso da Saúde do Viajante. Na cartilha, estão disponibilizadas todas as informações necessárias para que a pessoa proteja a saúde e se adeque às exigências sanitárias internacionais.

A Anvisa também alerta para o fato de que outras vacinas podem ser recomendadas, como medida preventiva ao viajante que se desloca para áreas de risco. Nos Centros de Orientação ao Viajante é possível conferir se existe essa indicação ao destino da sua viagem. Como as vacinas, geralmente, têm um período, que varia entre 10 dias e seis semanas até atingir a proteção esperada, devem ser aplicadas com a devida antecedência à viagem.

Febre amarela

Como medida de controle da doença, alguns países exigem dos viajantes o “Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)” para o ingresso em seu território. A vacina contra febre amarela, por exemplo, deve ser administrada, pelo menos, 10 dias antes da viagem.

Para a emissão do CIVP, é necessário procurar os Centros de Orientação ao Viajante da Anvisa, e levar o Cartão Nacional de Vacinação e um documento de identificação oficial com foto.

O certificado internacional só será válido para ingresso no país estrangeiro após 10 dias, a contar da data da vacinação.

Com relação a outros problemas de saúde, é importante consultar um médico para uma avaliação, principalmente no caso de pessoas que tenham doença pré-existente, e evitar viajar na vigência de qualquer doença infecciosa aguda. Nem sempre é possível comprar medicamentos em outros países sem prescrição médica local ou levar medicamentos na bagagem, sem as respectivas receitas médicas.

Se houver qualquer alteração no estado de saúde dentro da aeronave, navio ou transporte terrestre, é preciso comunicar o fato à equipe de bordo, que tomará as devidas providências e alertará os serviços de controle sanitário nos pontos de entrada.

Mais informações estão disponíveis no site da Anvisa.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Arquivo/EBC
Candidatos poderão escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas
Candidatos poderão escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas
Arquivo/EBC
Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)

Governo digital