Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Saúde envia ajuda emergencial ao Rio de Janeiro

Saúde

Saúde envia ajuda emergencial ao Rio de Janeiro

por Portal Brasil publicado: 05/01/2012 17h39 última modificação: 29/07/2014 09h10

O Ministério da Saúde enviou nesta quinta-feira (5) cerca de 4 toneladas em medicamentos e produtos usados em caso de desastres para municípios mais afetados pelas enchentes na região serrana e noroeste do estado do Rio de Janeiro. O material pode atender 30 mil pessoas durante um mês. A medida faz parte das ações da Força Nacional do SUS.

Serão enviados antibióticos, antiinflamatórios, antiparasitários, analgésicos, antitérmicos, anti-hipertensivos, ataduras, esparadrapos, luvas, máscaras, cateteres e seringas. “O Ministério da Saúde se preparou para oferecer todo o apoio para os estados e gestores municipais em regiões afetadas pelas por situações de desastres”, ressalta Adriano Massuda, secretário Executivo Adjunto do Ministério da Saúde. 

O ministério também garantiu todos os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) para os municípios não só do Rio de Janeiro, como de Minas Gerais e Espírito Santo. “Estamos prontos para oferecer o que for necessário para que a população do Rio de Janeiro e outros estados continuem contando com os todos os serviços do Sistema Único de Saúde em seus municípios”, afirma.

O governo federal também disponibilizou equipes da Força Nacional do SUS, composta por profissionais de vigilância e atenção à saúde, aos três estados. Estas equipes integram o Gabinete de Monitoramento e Operações do Governo Federal, coordenado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil. 

Os medicamentos e insumos são disponibilizados pelo Ministério conforme os critérios da Portaria GM nº. 74, de 20 de janeiro de 2009, para atendimento aos municípios atingidos por desastres de origem natural, associados às chuvas, ventos e granizo. Cada pacote é composto por 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos estratégicos com capacidade para atender até 500 pessoas desabrigadas e desalojadas por três meses.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital