Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Saúde libera verba para readequação de pronto-socorro em São Paulo

Saúde

Saúde libera verba para readequação de pronto-socorro em São Paulo

por Portal Brasil publicado: 04/01/2012 14h40 última modificação: 29/07/2014 09h10

O Hospital Santa Marcelina, em São Paulo, começa a receber neste mês de janeiro as verbas do Ministério da Saúde para a readequação do pronto-socorro (PS). O convênio para compra de equipamentos foi assinado no final de dezembro, e a reforma das instalações está em análise no Ministério da Saúde. Ambos fazem parte das ações do S.O.S Emergências, estratégia lançada para qualificar a gestão e melhorar o atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) no pronto-socorro.

Com as reformas, os prontos-socorros cirúrgico, clínico e pediátrico ganharão uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 14 leitos, além de uma UTI especializada – com sete leitos coronarianos e sete para casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Está prevista também a construção de salas de estabilização e de isolamento e de duas enfermarias com um total de 23 leitos para abrigar os pacientes já tratados pelo pronto-socorro.

Serão destinados R$ 3 milhões para as reformas e compra de equipamentos. A estratégia prevê ainda recursos para os novos leitos e R$ 300 mil mensais de custeio. “Essas adequações vão melhorar as condições de trabalho, garantindo atendimento mais eficiente e humano aos pacientes”, frisou a irmã Monique Bourget, diretora técnica do hospital.

O S.O.S Emergências aposta ainda em melhorar a gestão do PS com a implantação da classificação de risco, protocolos clínicos e controle do fluxo de pacientes. Esses instrumentos vão garantir o atendimento prioritário aos casos mais graves e possibilitam a padronização de procedimentos a serem adotados por cada profissional, de acordo com o diagnóstico ou o conjunto de sintomas apresentados ao dar entrada na unidade.

O S.O.S Emergências, ação executada em parceria com estados e municípios, criou em cada um dos hospitais um Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), com objetivo de diagnosticar os problemas e implantar soluções. Em até um ano, o núcleo do Santa Marcelina pretende criar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) próxima ao Hospital Santa Marcelina, para atender aos casos de menor complexidade.

O hospital também criará um núcleo interno de regulação para controlar o fluxo de pacientes desde a entrada no PS até sua transferência para outros setores ou até a inclusão deste paciente no programa Melhor em Casa. A regulação permitirá controlar indicadores e aprimorar cada etapa do atendimento.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Naftali Emídio/Pref. do Cabo de Santo Agostinho
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Pei Fon/Prefeitura de Maceió
A Anvisa proibiu também a fabricação e distribuição do produto saneante Hipoclorito de sódio Clorunforte
A Anvisa proibiu também a fabricação e distribuição do produto saneante Hipoclorito de sódio Clorunforte
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Governo digital