Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Unidade de Acolhimento dará atenção a dependentes de crack

Saúde

Unidade de Acolhimento dará atenção a dependentes de crack

por Portal Brasil publicado: 26/01/2012 10h47 última modificação: 29/07/2014 09h10

O Diário Oficial da União publica nesta quinta-feira (26) portaria do Ministério da Saúde que institui a Unidade de Acolhimento, destinada a pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, em situação de vulnerabilidade social e familiar e que demandem acompanhamento terapêutico e proteção.

Leia conteúdo especial do Portal Brasil sobre Plano Integrado contra o Crack.

A medida faz parte de um conjunto de ações integradas do governo federal, lançadas no fim do ano passado, para aumentar a oferta de tratamento de saúde a dependentes químicos.

As unidades vão reforçar o atendimento aos usuários de crack e outras drogas. Elas cuidarão dessas pessoas em regime residencial, por até seis meses, para manter a estabilidade clínica e o controle da abstinência. Está prevista a criação, até 2014, de mais de 400 estabelecimentos para atender ao público adulto e de 166 pontos exclusivos para o acolhimento infantojuvenil, com idade de 10 a 18 anos.

A Unidade de Acolhimento é um dos pontos da Rede de Atenção Psicossocial e entre suas principais características está o funcionamento nas 24 horas do dia, durante os sete dias da semana. Até 2014, serão 175 unidades em todo o País. Cada um dos centros oferecerá tratamento continuado para até 400 pessoas por mês.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital