Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 01 > Vacinação contra raiva animal será retomada este ano, diz Ministério da Saúde

Saúde

Vacinação contra raiva animal será retomada este ano, diz Ministério da Saúde

por Portal Brasil publicado: 17/01/2012 18h06 última modificação: 29/07/2014 09h10

Depois do registro da morte de um gato com o vírus da raiva, em dezembro do ano passado em, São Paulo, a vacinação contra a doença será retomada em todo o País este ano. Ela estava suspensa desde 2010, pois causou efeitos adversos em alguns animais, levando até à morte.

São Paulo não notificava contaminações pela doença desde 1997. No ano passado, a maioria dos estados não realizou a imunização, porque não foi certificada a segurança da vacina. Segundo o Ministério da Saúde, São Paulo recebeu em janeiro doses para a realização de campanha e já realizou a chamada vacinação de bloqueio em cães e gatos.

Segundo a médica veterinária Amélia Margarido, da Associação Humanitária de Proteção e Bem-Estar Animal (Arca Brasil), o ideal é vacinar os animais ao menos uma vez ano. É fundamental também ter cuidado com mordidas de morcegos, principal transmissor do vírus.

“A vacinação anual contra a raiva em cachorros e gatos é o primeiro passo para evitar a doença. É preciso anotar a data para não se esquecer da revacinação anual”, destaca. “Caso encontre um morcego, o ideal é não chegar perto e avisar a vigilância sanitária”, disse.

A transmissão se dá pelo contato com a saliva do animal infectado, principalmente por mordidas, arranhões e lambidas de mucosas. O período de incubação é em média de 45 dias para o homem e de dez dias a 2 meses para cães. Em crianças, o tempo é menor

“Qualquer pessoa que tenha sido atacada por um animal, mesmo sem saber se [ele] está vacinado, deve procurar atendimento médico imediatamente para avaliação e tratamento”, alerta a veterinária..

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

 Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados em Unidades Básicas de Saúde
Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados em Unidades Básicas de Saúde
Divulgação/Governo do Rio Grande do Sul
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital