Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Anvisa discute cooperação com agências reguladoras internacionais

Saúde

Anvisa discute cooperação com agências reguladoras internacionais

por Portal Brasil publicado: 01/02/2012 14h12 última modificação: 29/07/2014 09h08

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Barbano, participa nesta quarta (1º) e quinta-feira (2) de reunião de autoridades reguladoras de referência regional em Washington (EUA), com representantes da Argentina, Colômbia e Cuba.

A reunião ocorre na sede da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e tem como objetivo avaliar os resultados da Cooperação Técnica do Projeto de Medicamentos e Tecnologias Sanitárias e discutir as ações para o 2012 e 2013. Na quinta-feira, os participantes estarão em reunião com a diretora da Opas, Mirta Roses Periago, para discutir as estratégias de aquisição de insumos do Fundo Rotatório e a Plataforma Regional de Inovação e Acesso a Tecnologias de Saúde. O último compromisso do grupo é discutir a construção de um Plano de Cooperação para fortalecer as capacidades reguladoras nacionais para medicamentos e produtos biológicos.

Cuba e Haiti

Delegação do Brasil esteve em Cuba, na última terça-feira (31), onde assinou acordos bilaterais que envolvem 38 projetos na área de saúde, 12 deles prioritários. Esses projetos referem-se, principalmente, à terapia e ao diagnóstico de diferentes tipos de câncer, tratamento de diabetes e produção de vacinas preventivas e terapêuticas.

Os ministérios da Saúde do Brasil e de Cuba atuam em ações conjuntas na reconstrução do setor no Haiti, que recebe visita da presidenta Dilma Rousseff nesta quarta-feira (1º). Desde 2004, por mandato da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil chefia a Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah). Além de manutenção da paz, exerce ajuda humanitária, ampliada depois do terremoto de janeiro de 2010.

Dos R$ 135 milhões garantidos em lei para repasse do governo brasileiro ao Haiti, R$ 69,9 milhões foram executados em 2011 em ações de saúde, agricultura e defesa. Entre as ações coordenadas pelo governo brasileiro estão a recuperação de dois laboratórios e a construção de quatro unidades de saúde; concessão de bolsas para capacitação de 2 mil agentes comunitários e 500 técnicos em saúde e aquisição de equipamentos e insumos de saúde, como a entrega de tratamentos para o cólera e de 30 ambulâncias em 2011.

 

Fonte:
Anvisa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)
Estudantes serão envolvidos em atividades como prevenção à obesidade e combate ao Aedes aegypti
Estudantes serão envolvidos em atividades como prevenção à obesidade e combate ao Aedes aegypti
Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Governo digital