Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Força Nacional termina primeiro ciclo de prevenção da criminalidade no Entorno do DF

Saúde

Força Nacional termina primeiro ciclo de prevenção da criminalidade no Entorno do DF

por Portal Brasil publicado: 24/02/2012 17h24 última modificação: 29/07/2014 09h08

A Força Nacional de Segurança Pública termina esta semana o primeiro ciclo do projeto Força na Comunidade, desenvolvido em Luziânia desde janeiro. São realizadas ações de prevenção à criminalidade, com aulas sobre drogas e cidadania, recreação, além da ocupação de áreas antes abandonadas como a Praça Miguel Jesus Salomão. Desde 3 de janeiro, já foram beneficiadas 1,3 mil pessoas entre idosos, adultos, adolescentes e crianças.

No evento de encerramento no sábado (25), das 8h às 17h, serão oferecidas oficinas de DST/Aids, orientações jurídicas, corte de cabelo em 10 barracas montadas na Praça Miguel Jesus Salomão.

Depois que 25 profissionais da Força Nacional começaram a oferecer serviços, a Praça Miguel de Jesus Salomão passou a ser um dos lugares mais frequentados pela comunidade. Os adultos têm aula de ginástica e alongamento. Idosos aferem pressão e recebem orientações sobre qualidade de vida e saúde. Já as crianças e os adolescentes aproveitam as quadras desportivas para brincar e jogar futebol.

Com o objetivo de tornar esse espaço urbano seguro e interagir melhor com a comunidade de Luziânia, a Força Nacional fez parcerias com órgãos públicos, como a prefeitura, além de profissionais liberais e organizações não governamentais.

Além das ações na praça, os jovens contam com colônia de férias, em que 120 crianças conhecem o trabalho dos bombeiros da Força e aprendem noções de primeiros socorros, perícia técnica, educação ambiental, prevenção às drogas, civismo e atividades aquáticas.

“A mobilização social provocada pelo projeto ajuda a fortalecer as ações da Força Nacional e aprimorar a relação entre a polícia e a comunidade”, conta o coordenador do projeto, capitão Paulo José Machado Anselmo. A intenção, de acordo com ele, é expandir ações como essa para outros bairros e atender as escolas públicas do Entorno.

 

Fonte:
Ministério da Justiça

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Aplicativo registra e acompanha as ações de combate ao Aedes aegypti
Aplicativo para celular permite a identificação das larvas do Aedes aegypti e registra as ações de combate ao mosquito nos prédios públicos. O sistema já registrou cerca de 1.500 focos em 1.481 vistorias
Atenção Básica recebe investimento de R$ 1,7 bilhão
Mais de mil municípios serão beneficiados, garantindo maior assistência à população
Transporte aéreo de órgãos para transplantes aumenta 35% em 2017
No primeiro trimestre de 2017, foram transportados 330 órgãos, 818 tecidos e 606 outros itens para transplantes - um aumento de 35% em relação ao primeiro trimestre do ano passado
Aplicativo para celular permite a identificação das larvas do Aedes aegypti e registra as ações de combate ao mosquito nos prédios públicos. O sistema já registrou cerca de 1.500 focos em 1.481 vistorias
Aplicativo registra e acompanha as ações de combate ao Aedes aegypti
Mais de mil municípios serão beneficiados, garantindo maior assistência à população
Atenção Básica recebe investimento de R$ 1,7 bilhão
No primeiro trimestre de 2017, foram transportados 330 órgãos, 818 tecidos e 606 outros itens para transplantes - um aumento de 35% em relação ao primeiro trimestre do ano passado
Transporte aéreo de órgãos para transplantes aumenta 35% em 2017

Últimas imagens

Organização alertou ainda que o comércio ilegal de tabaco está agravando o tabagismo
Organização alertou ainda que o comércio ilegal de tabaco está agravando o tabagismo
Arquivo/USP Imagens
Os preservativos são distribuídas pelo SUS gratuitamente em todo o País
Os preservativos são distribuídas pelo SUS gratuitamente em todo o País
Divulgação/Ministério da Saúde
O Soliqua é indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 para melhorar o controle glicêmico
O Soliqua é indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 para melhorar o controle glicêmico
Antonio Cruz/Agência Brasil
Ferramenta reduz custos, pois dá ao médico acesso ao histórico do paciente e evita exames ou consultas repetidas
Ferramenta reduz custos, pois dá ao médico acesso ao histórico do paciente e evita exames ou consultas repetidas
Foto: rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Em 2017, até o momento, a Santa Casa de Colombo registrou cerca de 9,3 mil procedimentos
Em 2017, até o momento, a Santa Casa de Colombo registrou cerca de 9,3 mil procedimentos
João Senechal/Prefeitura de Colombo (PR)

Governo digital