Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Liberados recursos para Plano Crack, é possível vencer

Saúde

Liberados recursos para Plano Crack, é possível vencer

por Portal Brasil publicado: 28/02/2012 20h08 última modificação: 29/07/2014 09h08

Os estados e municípios brasileiros já podem ter acesso aos R$ 2,1 bilhões destinados pelo governo federal ao Plano Crack, é possível vencer, que foi lançado em dezembro do ano passado.

Na coluna Conversa com a Presidenta, publicada nesta terça-feira (28), a governante explicou à professora Isadora Bueno, de São Paulo, que o crack pode ser derrotado com ações de cuidado, prevenção e repressão. Segundo ela, para o tratamento dos usuários de drogas, inclusive o álcool, serão abertos 13.614 leitos nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), além de 308 consultórios de rua, com médicos e enfermeiros nos locais de maior concentração de usuários.

Além dessas ações, o governo federal pretende investir fortemente na prevenção do uso com a capacitação, em 42 mil escolas públicas, de 210 mil educadores e de 3.300 policiais militares que atuam no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). “E para intensificar o combate ao tráfico, contrataremos mais 2 mil policiais para as Polícias Federal e Rodoviária Federal. Repassaremos recursos a estados e municípios para que façam policiamento ostensivo e integrem as ações policiais. Estas e diversas outras ações devem envolver a participação de toda a sociedade para que a nossa luta seja vitoriosa”, acrescentou.

Trânsito

A presidenta informou ainda, em resposta ao biólogo Adalberto Luz, de Florianópolis, que as campanhas desenvolvidas pelo governo e a fiscalização mais intensa têm reduzido o número de acidentes de trânsito.

“No carnaval deste ano, por exemplo, o número de mortos foi 18,5% menor que no do ano passado e o de acidentes caiu 22,5%, apesar do aumento da frota em circulação. Esses números são resultantes da operação Rodovida, realizada pelas Polícias Rodoviária Federal e estaduais, órgãos de segurança dos estados e Detrans”.

Inclusão Digital

Em resposta ao estudante Benedito dos Santos, de Volta Redonda (RJ), a presidenta afirmou que o governo já trabalha para ampliar os programas de inclusão digital, a exemplo da instalação da Cidade Digital em Piraí, também no Rio de Janeiro.

Em março, o governo irá lançar o Projeto Piloto de Cidades Digitais em 80 municípios. O objetivo é permitir que a população possa conectar-se à internet de forma gratuita em locais públicos, como praças e rodoviárias. Outra ação para inclusão digital é a implantação da banda larga nas escolas públicas de todo o País. Até 2011, 58.754 escolas já estavam conectadas por banda larga à internet.

Em cinco cidades do Rio de Janeiro, incluindo Piraí, foi implementado em 2008 o programa Um Computador por Aluno, que começou como experiência. Na segunda fase, foram adquiridos 150 mil computadores para professores e estudantes de 380 escolas, explicou.

“Os municípios podem adquirir computadores para suas escolas de empresa selecionada por pregão eletrônico realizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O governo coloca à disposição dos municípios uma linha especial de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Qualquer estado ou município pode se habilitar. Em 2011, foram adquiridos 345 mil laptops, com investimentos de R$ 123 milhões. Todos esses projetos visam ampliar o acesso de estudantes e cidadãos em geral aos recursos da informática.”, finalizou a presidenta.

Leia aqui a coluna semanal Conversa com a Presidenta.

 

Fonte:
Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital