Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Profissionais de saúde precisam finalizar inscrição no Provab até domingo (26)

Saúde

Profissionais de saúde precisam finalizar inscrição no Provab até domingo (26)

por Portal Brasil publicado: 23/02/2012 10h46 última modificação: 29/07/2014 09h08

Os médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas pré-inscritos no Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) devem fazer a confirmação da inscrição na fase de seleção até domingo (26), no site do sistema Provab. Na ocasião, o candidato deverá escolher seis municípios onde prefira atuar – não estarão disponíveis para escolha aqueles municípios que não tiverem aderido ou que não finalizaram o processo de adesão no último dia 17.

Serão critérios usados para selecionar os candidatos: ter se graduado em instituição de ensino superior que for entidade supervisora do município da vaga pretendida; ter nascido ou atuar no mesmo estado da vaga pretendida; e ter maior idade. Também será considerada a ordem de inscrição. Os profissionais que desejarem solicitar eventuais esclarecimentos devem entrar em contato por e-mail.

O Provab está oferecendo 3,7 mil vagas de trabalho nas equipes de saúde da família e outras estratégias atenção básica – 2 mil para médicos, 1 mil para enfermeiros e 700 para cirurgiões dentistas – em localidades com carência desses profissionais.

“É preciso promover a melhor distribuição dos profissionais pelas diversas regiões brasileiras, para que municípios como esses passem a fornecer à população um serviço completo e de qualidade”, esclarece o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

 

Programa

Nesta primeira edição do Provab será firmado contrato de um ano com os profissionais que se inscreverem e forem convocados. Ao final desse período, os médicos que tiverem uma boa avaliação de desempenho terão uma pontuação adicional de 10% na nota dos exames de residência médica que eles porventura estiverem cursando.

Durante toda a atuação nas unidades de saúde, os profissionais serão tutorados pelas instituições de ensino superior participantes, que darão suporte presencial e à distância por meio do programa Telessaúde, coordenado pelo Ministério da Saúde.

Além do benefício de contar com profissional por 40 horas semanais, os municípios também receberão incentivo para a implantação e manutenção do Telessaúde, que permitirá às instituições de ensino superior vinculadas ao Provab dar suporte à atuação dos médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas. O governo federal financiará a operação dos Núcleos de Telessaúde das unidades onde os profissionais estiverem trabalhando, bem como as atividades dos tutores, além de cursos de especialização em Saúde da Família. Os municípios serão responsáveis pela contratação e remuneração dos profissionais, bem como pelo custeio de moradias quando houver necessidade.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital