Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Saúde reforça combate a doenças negligenciadas, como hanseníase e esquistossomose

Saúde

Saúde reforça combate a doenças negligenciadas, como hanseníase e esquistossomose

por Portal Brasil publicado: 01/02/2012 18h28 última modificação: 29/07/2014 09h08

O governo federal, em parceria com estados e municípios, intensifica as ações de combate às doenças negligenciadas como hanseníase, esquistossomose, tracoma e geohelmintíases. O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 25,9 milhões para que os 26 estados e o Distrito Federal fortaleçam em seus municípios as ações de promoção, prevenção e controle.

As doenças negligenciadas, também chamadas de doenças em eliminação, são causadas por agentes infecciosos ou parasitas, além de serem consideradas endêmicas em populações de baixa renda. Para obterem os recursos, os municípios definiram, juntamente com os seus estados, os planos de ações que serão adotados em cada região para o controle dessas doenças. Os municípios selecionados estão localizados em regiões consideradas endêmicas e que necessitam de ações articuladas entre os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Brasil é destaque mundial na produção de medicamentos para assistência a doenças negligenciadas, por meio de parcerias entre laboratórios públicos e privados. O investimento em laboratórios públicos produtores saltou de R$ 8,8 milhões em 2000 para mais de R$ 54 milhões em 2011.

Além disso, desde 2003, o ministério orienta grande parte de seus recursos a linhas de pesquisa relacionadas às doenças negligenciadas. O Brasil está no topo da lista de países que financiam pesquisa em dengue, segundo a GFinder List, instituição inglesa que realiza levantamento anual de pesquisas. De 2002 a 2010, o Ministério da Saúde financiou 518 projetos de pesquisa em doenças negligenciadas, investindo um total de quase R$ 95 milhões.

Em 2006, o Ministério da Saúde lançou o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento em Doenças Negligenciadas no Brasil, em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia. Foram estabelecidas sete prioridades de atuação que compõem o programa em doenças negligenciadas: dengue, Doença de Chagas, leishmaniose, hanseníase, malária, esquitossomose e tuberculose.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Vacinação contra a gripe
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Vacinação contra a gripe
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti

Últimas imagens

Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital