Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Secretarias de Saúde dos estados têm até 6ª feira (17) para finalizar adesão ao Provab

Saúde

Secretarias de Saúde dos estados têm até 6ª feira (17) para finalizar adesão ao Provab

por Portal Brasil publicado: 15/02/2012 18h18 última modificação: 29/07/2014 09h08

O prazo para as secretarias de saúde inscritas no Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) finalizarem seus processos de adesão foi prorrogado para a próxima sexta-feira (17). Até o momento, cerca 48% dos municípios estão com o processo de adesão finalizado, ou seja, 1.154 das 2.140 secretarias de saúde interessadas estão oficialmente participando do programa.

Os municípios que desejarem participar do programa devem realizar a última etapa do processo de adesão por meio do site [http://dab.saude.gov.br/sistemas/provab] do sistema Provab, informando a quantidade de profissionais desejada e a remuneração média local que será oferecida aos médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas.

O Provab está oferecendo 3,7 mil vagas de trabalhonas equipes de saúde da família e outras estratégias atenção básica – 2 mil para médicos, 1 mil para enfermeiros e 700 para cirurgiões dentistas – em localidades com carência desses profissionais.

“É essencial a participação dos municípios nesta iniciativa, pois ela vai permitir a ampliação e a melhora do acesso à saúde nesses locais. É preciso promover a melhor distribuição dos profissionais pelas diversas regiões brasileiras, para que municípios como esses passem a fornecer à população um serviço completo e de qualidade” esclarece o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Além do benefício de contar com profissional por 40 horas semanais, os municípios também receberão incentivo para a implantação e manutenção do Telessaúde, que permitirá às instituições de ensino superior vinculadas ao Provab dar suporte à atuação dos médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas. O governo federal financiará a operação dos Núcleos de Telessaúde das unidades onde os profissionais estiverem trabalhando, bem como as atividades dos tutores, além de cursos de especialização em Saúde da Família. Os municípios serão responsáveis pela contratação e remuneração dos profissionais, bem como pelo custeio de moradias quando houver necessidade.

Puderam aderir os municípios listados na Portaria Conjunta n° 2 (2011) [http://www.in.gov.br/imprensa/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=32&data=26/08/2011], definidos pelo Ministério da Saúde segundo o percentual da população em extrema pobreza e da população residente na área rural. Eles foram agrupados de acordo com os seguintes perfis: população rural e pobreza intermediária ou elevada; populações quilombola, indígena e assentamentos rurais; capital ou região metropolitana; população maior que 100 mil habitantes.

Profissionais de saúde

Os médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas pré-inscritos no Provab devem fazer a confirmação da inscrição na fase de seleção a partir de quinta-feira (16), no site do sistema Provab. Na ocasião, o candidato deverá escolher seis municípios onde prefira atuar – não estarão disponíveis para escolha aqueles municípios que não tiverem aderido ou que não tenham ainda finalizado o processo de adesão. Os profissionais terão até o próximo dia 26 para realizar a confirmação da inscrição nesta fase.

Serão critérios usados para selecionar os candidatos: ter se graduado em instituição de ensino superior que for entidade supervisora do município da vaga pretendida; ter nascido ou atuar no mesmo estado da vaga pretendida; e ter maior idade. Também será considerada a ordem de inscrição. Os profissionais que desejarem solicitar eventuais esclarecimentos devem entrar em contato por e-mail provabs@saude.gov.br.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa

Governo digital