Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 02 > Vídeo na TV marca nova fase da campanha do Ministério da Saúde contra a Aids

Saúde

Vídeo na TV marca nova fase da campanha do Ministério da Saúde contra a Aids

por Portal Brasil publicado: 13/02/2012 18h22 última modificação: 29/07/2014 09h08

O Ministério da Saúde inicia na terça-feira (14) a veiculação de vídeo da campanha de prevenção da Aids para o Carnaval de 2012. A divulgação, que será realizada na televisão aberta, é uma nova etapa da campanha lançada no dia 2 de fevereiro, cujo tema é “No Carnaval rola de tudo, só não rola sem camisinha”.

Com foco informativo, o vídeo chama atenção para o avanço da doença entre os jovens gays, público-alvo da campanha deste ano. Dados do Boletim Epidemiológico Aids 2011 mostram que, nos últimos 12 anos, a porcentagem de jovens de 15 a 24 anos com Aids caiu 20,1%, enquanto entre os gays da mesma idade houve aumento de 10,1%. Em 2010, para cada 16 homossexuais dessa faixa etária vivendo com Aids, havia dez heterossexuais. Essa relação, em 1998, era de 12 para dez.

“É preocupante a queda do uso do preservativo pelos jovens. Pesquisas do ministério identificam que apenas 43% dos jovens usam a camisinha regularmente, e isso reflete que o jovem tem subestimado a Aids. Por isso, estamos alertando para a importância do uso da camisinha”, explica o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O diretor do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco, destaca que o crescimento da doença entre o público jovem é tendência mundial, conforme o Relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids). “De acordo com o relatório, em 2010 houve mais de sete mil novas infecções por dia em todo o mundo, sendo 34% em jovens de 15 a 24 anos. Preocupado com o cenário atual, o Unaids prevê, entre suas diretrizes estratégicas para 2015, que os países reduzam pela metade a transmissão sexual do HIV entre jovens gays”, detalha.

Jovens e preservativos

Os jovens são os que mais recorrem à distribuição de preservativos nos serviços de saúde, respondendo por 37,5% do consumo. Os dados são da Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas da População Brasileira (Pcap - 2008) realizada em todas as regiões do Brasil com oito mil pessoas de 15 a 64 anos.

A pesquisa também identificou que, depois da primeira relação sexual, o uso da camisinha entre os jovens cai. Apesar do conhecimento sobre a importância do preservativo, do alto uso na última relação sexual e do maior uso em relação às demais faixas etárias em todas as situações, o uso regular do insumo caiu de 63% para 55% com parceiros casuais e de 53% para 43% com qualquer parceiro.

Campanha

O Ministério da Saúde explica que, desde 2011, tem apostado na realização de campanhas de comunicação que abordam públicos diferentes com estratégias distintas. Segundo o ministério, na prática, isto tem se traduzido em ações não apenas de publicidade, mas também nas redes sociais, em eventos públicos, na imprensa e junto aos movimentos sociais. Para cada um destes espaços, é definida uma linguagem própria, de modo a potencializar o impacto junto ao seu público.

Antes do Carnaval, o plano de mídia prevê ações nas redes sociais, nas rádios e exposição das peças em painéis eletrônicos e aeroportuários, táxis, pedágios e canais fechados de TV. As peças também serão anunciadas em publicações especiais distribuídas no Carnaval. O material específico para a população gay será veiculado em sites e revistas especializadas para esse público.

Na web e nas redes sociais, o ministério conta com o apoio de artistas e celebridades como Sheila Carvalho, David Brasil, Luís Salém, Gisele Tigre, Pedro Luís e Zezeh Barbosa, que gravaram vídeos informando aos foliões sobre a importância do uso da camisinha.

A campanha soma investimentos de R$ 15 milhões. De acordo com o Ministério da Saúde ela é parte do processo de prevenção que ocorre durante todo o ano para o controle da epidemia da Aids, com ética, respeito aos direitos humanos e contra qualquer tipo de discriminação.

 

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo amplia vacinação contra HPV para meninos de 11 a 15 anos incompletos
Homens e mulheres transplantados, além de pacientes em radioterapia e quimioterapia, também serão imunizados
SUS oferece tratamento gratuito contra a asma
Sistema Único de Saúde disponibiliza, de forma gratuita, os medicamentos para tratamento contra a asma
Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue
Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Doação de Sangue 2017
Homens e mulheres transplantados, além de pacientes em radioterapia e quimioterapia, também serão imunizados
Governo amplia vacinação contra HPV para meninos de 11 a 15 anos incompletos
Sistema Único de Saúde disponibiliza, de forma gratuita, os medicamentos para tratamento contra a asma
SUS oferece tratamento gratuito contra a asma
Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Doação de Sangue 2017
Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue

Últimas imagens

Os produtos são da categoria de alimentos de transição, utilizados como complemento ao leite materno
Os produtos são da categoria de alimentos de transição, utilizados como complemento ao leite materno
Foto: Sergio Amaral/MDS
Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe
Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe
J. Freitas/Agência Brasil
Propriedades funcionais somente podem ser alegadas quando atendidas às exigências para comprovação
Propriedades funcionais somente podem ser alegadas quando atendidas às exigências para comprovação
Divulgação/Ministério da Saúde
Doença afeta entre 10% a 25% da população adulta, segundo a Anvisa
Doença afeta entre 10% a 25% da população adulta, segundo a Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
O brasileiro ingere 12 gramas de sódio por dia, mais que o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde
O brasileiro ingere 12 gramas de sódio por dia, mais que o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital