Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 03 > Anvisa pode ultrapassar prazo de 90 dias para registro de equipamentos médicos

Saúde

Anvisa pode ultrapassar prazo de 90 dias para registro de equipamentos médicos

por Portal Brasil publicado: 14/03/2012 11h06 última modificação: 29/07/2014 09h07

A Advocacia-Geral da União (AGU) demonstrou, na Justiça, que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pode ultrapassar o período de 90 dias para liberação de registro a equipamentos médicos, dependendo da complexidade da análise a ser realizada. Esse prazo limite está previsto na lei 6.360/76.

No caso, uma empresa de importação e exportação pretendia obrigar a autarquia a conceder imediata liberação para três produtos. A empresa alegava que havia pedido os registros há 150 dias.

No entanto, a Procuradoria Regional Federal da 1ª Região (PRF1) e a Procuradoria Federal junto à Anvisa (PF/Anvisa) ressaltaram que a agência reguladora é obrigada a observar a ordem cronológica das solicitações formuladas, em respeito à garantia constitucional da isonomia. Defenderam que a demora é legítima, pois na avaliação dos processos de registro existe a necessidade de análise criteriosa de grande volume de documentos.

Quanto ao prazo fixado pela lei, de 90 dias, os procuradores federais ressaltaram que a norma foi editada há mais de trinta anos e "não mais se adapta à realidade dos produtos farmacêuticos presentes no mercado atual, desde medicamentos, utensílios para saúde, saneantes, cosméticos e alimentos".

Enfatizaram que a jurisprudência dos tribunais do País já está pacificada e leva em consideração o tempo gasto pela Anvisa em apurações detidas, a fim de preservar o interesse público da manutenção da saúde e segurança dos equipamentos relativos à ela. 

A 6ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal acolheu os argumentos da AGU e negou o pedido e reconheceu que não houve omissão na análise dos pedidos da empresa.

 

Fonte:
Advocacia-Geral da União

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital