Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 03 > Equipes de saúde percorrerão três estados para avaliar casos de beribéri

Saúde

Equipes de saúde percorrerão três estados para avaliar casos de beribéri

por Portal Brasil publicado: 13/03/2012 11h47 última modificação: 29/07/2014 09h07

A partir deste mês, municípios dos estados do Maranhão, Tocantins e de Roraima vão receber a visita de equipes do Ministério da Saúde. O motivo é o beribéri, doença causada pela carência da vitamina B1 no organismo. Desde 2006, o País vem notificando casos e em 2010 foram registradas três mortes.

A ideia é saber as causas do ressurgimento do beribéri no Brasil, que ficou sem registro da doença pelo menos por 80 anos, e a incidência nesses estados. Profissionais das três regiões serão capacitados para diagnosticar a doença, muitas vezes confundida com outras enfermidades.

“Um guia de consulta está pronto para orientar os profissionais. Não é um diagnóstico fácil, se confunde com um quadro de desnutrição”, disse Helvécio Magalhães, secretário de Atenção à Saúde do ministério. “A nossa impressão é que seja pontual”.

Não há um levantamento nacional de casos de beribéri porque a notificação pelos médicos não é obrigatória, explicou o secretário.

Os sintomas do beribéri são cansaço, falta de ar, dificuldade de caminhar e dores nas pernas. A doença pode afetar o coração e levar à morte. O tratamento é a aplicação na veia e por via oral de vitamina, encontrada em alimentos como cereais, leite, ovos e peixe.

Os técnicos do ministério vão percorrer, até maio, comunidades indígenas de Roraima, as cidades de Araguaína e Tocantinópolis, no Tocantins; e Imperatriz e Açailândia, no Maranhão.

A Secretaria de Saúde maranhense já iniciou a investigação de nove casos suspeitos de beribéri registrados de 2011 até o início deste ano, de acordo com a superintendente de Epidemiologia, Maria das Graças Lírio.

Em 2006, o Maranhão enfrentou um surto de beribéri, com mais de 1,2 mil casos e 40 mortes. Na época, a causa foi uma toxina liberada por um fungo que contaminou uma produção de arroz, inibindo a absorção da vitamina B1. Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) constataram que a maioria das vítimas era homens de 20 a 30 anos de idade, que viviam nas cidades.

Nos últimos 20 anos, especialistas têm encontrado focos isolados da doença na população mundial. O médico holandês Christiaan Eijkman foi o primeiro a descobrir que o beribéri era decorrente de deficiência na alimentação. O nome da doença significa "não posso, não posso", na língua do Sri Lanka.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital