Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > Amazonas receberá R$ 970 mil para atendimento de imigrantes haitianos no SUS

Saúde

Amazonas receberá R$ 970 mil para atendimento de imigrantes haitianos no SUS

por Portal Brasil publicado: 20/04/2012 19h01 última modificação: 29/07/2014 09h06

O Ministério da Saúde autorizou nesta sexta-feira (20) a transferência de R$ 970 mil para reforçar a capacidade de atendimento do estado do Amazonas, por solicitação do governo do estado para atender aos imigrantes haitianos nos serviços públicos de saúde. O recurso será incorporado ao limite financeiro da Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar (MAC) com a finalidade de garantir a assistência aos imigrantes e evitar sobrecarga na rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

SUS garante acesso à saúde a todo cidadão.

A ação visa garantir apoio à Secretaria Estadual de Saúde para que sejam realizadas avaliações clínica das pessoas que passam pela fronteira e das condições de saúde e risco de vida dos imigrantes haitianos. “Com isso, queremos não só tratar as pessoas, mas também evitar que problemas de saúde sejam introduzidos no Brasil”, conclui Padilha.

A transferência será realizada por intermédio do Fundo Nacional de Saúde (FNS), pela modalidade fundo a fundo, que consiste no repasse de valores, de forma regular e automática, diretamente para os estados e municípios.

Conforme determina Portaria 763, publicada hoje no Diário Oficial da União, o valor total incorporado ao bloco de financiamento será dividido em seis parcelas, entre os meses de março e agosto, no valor de R$ 161,7 mil. As ações que serão custeadas incluem fornecimento de medicamentos e realização de exames.

O recurso também pode ser investido no custeio das atividades de hospitais de pequeno porte, de centros de especialidades odontológicas e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192).

Acre
No início do ano, o Ministério da Saúde também liberou recursos para o estado do Acre, com o objetivo de atender aos imigrantes haitianos. Por meio da Portaria 101, foi autorizada a transferência de R$ 1,3 milhão ao fundo estadual, também pelo bloco da Alta e Média Complexidade, pagos em 12 parcelas.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital