Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > Apex renova convênio com indústria de produtos de saúde para estimular exportações

Saúde

Apex renova convênio com indústria de produtos de saúde para estimular exportações

por Portal Brasil publicado: 12/04/2012 17h11 última modificação: 29/07/2014 09h06

No evento comemorativo do cinquentenário da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo), a entidade representante da indústria brasileira de produtos para a saúde renovou o convênio que mantém há dez anos com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Por meio desse convênio, serão investidos, nos próximos dois anos, R$ 11 milhões nas atividades do projeto de promoção de exportações Brazilian Health Devices.   

A renovação da parceria trará ações inovadoras como um programa de incentivo à obtenção de certificações internacionais e o estímulo à aceitação da certificação brasileira em outros países - por meio do convite a órgãos regulatórios estrangeiros para visitarem o Brasil e conhecerem o processo regulatório brasileiro.

Ações estratégicas como marketing setorial, estudos de inteligência comercial e competitiva, presença em feiras, missões comerciais e projetos comprador e imagem serão desenvolvidas nos mercados-alvo do Brazilian Health Devices: Chile, Peru, Estados Unidos, Angola, Arábia Saudita, Rússia, Índia e México.

Pela primeira vez, o setor participará de feiras na Rússia, a Dental Expo 2012 e na África do Sul, a Africa Health 2013 - com o objetivo de conquistar espaço para os produtos brasileiros nesses mercados.

A meta do projeto é auxiliar as empresas a exportarem US$ 766 milhões em 2012 e US$ 843 milhões em 2013. O grande objetivo do setor, por meio dessa parceria, é atingir US$ 1 bilhão em exportações até 2014.

“Este é um setor importante para os resultados das exportações brasileiras, pois reúne produtos manufaturados de alta intensidade tecnológica e alto valor agregado que ampliam a competitividade brasileira no mercado internacional e mostram a capacidade do Brasil de produzir alta tecnologia e de inovar”, avalia o presidente da Apex-Brasil, Mauricio Borges.

“Os esforços do Brazilian Health Devices estão perfeitamente alinhados com a missão da Apex-Brasil de desenvolver a competitividade das empresas brasileiras, promovendo a internacionalização dos seus negócios e a atração de investimentos estrangeiros diretos”, completa o presidente.

 

Retrospectiva

Em 2001, o setor exportava US$ 195 milhões para aproximadamente 40 países, e a indústria brasileira de produtos para a saúde era pouco conhecida internacionalmente. Hoje, a indústria brasileira exporta para mais de 180 países, e o resultado das vendas externas em 2011 foi de US$ 707 milhões, um crescimento de 260% nos últimos dez anos.

Os Estados Unidos são os maiores compradores de equipamentos e materiais de consumo brasileiros nos segmentos de odontologia, médico-hospitalar e laboratorial. Quase um quarto das exportações brasileiras do setor em 2011 foi direcionado aos Estados Unidos. O Brasil também exporta esses produtos para Argentina, Venezuela, México, Colômbia, Chile, Bélgica e Alemanha.

“Um dos fatores que impulsionou essa evolução foi a parceria com a Apex-Brasil, por meio da qual temos promovido a indústria brasileira de produtos de saúde internacionalmente há dez anos, com excelentes resultados”, afirma Paula Portugal, gerente de projetos internacionais da Abimo.

Segundo Paula, um exemplo é o resultado do último convênio: de março de 2010 a março de 2012, 150 empresas participaram de mais de 40 ações e fecharam negócios na ordem de US$ 331 milhões.

“A parceria com a Apex-Brasil possibilitou o amadurecimento da indústria”, afirma o presidente da associação, Franco Pallamolla. Uma das conquistas, segundo ele, foi a criação da marca setorial Brazilian Health Devices que, em 2011, passou a simbolizar a indústria brasileira de produtos para a saúde no exterior, sendo utilizada para aumentar a visibilidade do setor e aumentar sua competitividade no mercado internacional. 

“A Abimo projeta incluir a indústria brasileira entre as cinco maiores fabricantes de equipamentos médicos, odontológicos, hospitalares e de laboratórios do mundo até 2020. O apoio da Apex-Brasil será essencial para essa conquista”, finaliza Pallamolla.

 

Fonte:
Apex-Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue
Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Doação de Sangue 2017
Acordo entre governo e indústria reduziu 17 mil toneladas de sódio nos alimentos
Novo acordo pretende reduzir mais 11 mil toneladas da substância nos alimentos mais consumidos no País
Médicos destacam importância dos transplantes
Profissionais contam sobre os bastidores dos transplantes realizados no Brasil
Nesta quarta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Doação de Sangue 2017
Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue
Novo acordo pretende reduzir mais 11 mil toneladas da substância nos alimentos mais consumidos no País
Acordo entre governo e indústria reduziu 17 mil toneladas de sódio nos alimentos
Profissionais contam sobre os bastidores dos transplantes realizados no Brasil
Médicos destacam importância dos transplantes

Últimas imagens

Os produtos são da categoria de alimentos de transição, utilizados como complemento ao leite materno
Os produtos são da categoria de alimentos de transição, utilizados como complemento ao leite materno
Foto: Sergio Amaral/MDS
Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe
Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe
J. Freitas/Agência Brasil
Propriedades funcionais somente podem ser alegadas quando atendidas às exigências para comprovação
Propriedades funcionais somente podem ser alegadas quando atendidas às exigências para comprovação
Divulgação/Ministério da Saúde
Doença afeta entre 10% a 25% da população adulta, segundo a Anvisa
Doença afeta entre 10% a 25% da população adulta, segundo a Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
O brasileiro ingere 12 gramas de sódio por dia, mais que o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde
O brasileiro ingere 12 gramas de sódio por dia, mais que o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital