Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > Direitos Humanos propõe pacto nacional pelo enfrentamento às drogas

Saúde

Direitos Humanos propõe pacto nacional pelo enfrentamento às drogas

por Portal Brasil publicado: 18/04/2012 20h13 última modificação: 29/07/2014 09h06

Ao participar de solenidade de adesão do estado do Rio Grande do Sul ao programa do governo federal Crack é Possível Vencer, a ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), fez um apelo para que gestores municipais, estaduais e sociedade civil atuem no combate e prevenção ao uso de drogas no País.

Acompanhada do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e do governador do estado, Tarso Genro, Rosário ressaltou a importância da expansão e fortalecimento das Unidades Especializadas no atendimento de crianças e adolescentes, que integram os eixos do programa. O evento ocorreu na terça-feira (17), na sede do governo gaúcho, em Porto Alegre.

“O principal desafio do programa é levarmos o apoio necessário às famílias, especialmente às mães e às mulheres, que muitas vezes sozinhas, enfrentam dificuldades no atendimento de seus filhos usuários do crack. Neste sentido, as Unidades Especializadas vão contribuir muito nessa batalha”, explicou Rosário. 

Segundo a ministra, é possível construir políticas públicas capazes de regenerar pessoas e recuperar famílias. “Não devemos desistir das pessoas, é possível estruturar políticas públicas educativas para que nossas crianças e os jovens tenham claros projetos de vida e não se entreguem às drogas”, defendeu.

 

Atendimento multidisciplinar

De acordo com o ministro José Eduardo Cardozo, o atendimento em pontos de maior incidência de crack nas comunidades será realizado por equipes multidisciplinares. “Vamos integrar médicos e assistentes sociais para que, com a intervenção da polícia de proximidade, consigamos convencer os usuários a buscar tratamento”, disse. Cardozo assegurou que a abordagem será feita de forma pacífica.

 

Adesão

O Rio Grande do Sul é o quarto estado a aderir ao programa de combate ao crack e outras drogas lançado em dezembro passado pela presidenta Dilma Rousseff. Pernambuco, Alagoas e Rio de Janeiro já assinaram o termo de cooperação.

Com o pacto, começam e são fortalecidas ações para aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários drogas, para enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e para ampliar atividades de prevenção. A União deverá investir com repasses e aplicação direta R$ 103 milhões até 2014 no estado do Rio Grande do Sul.

O programa Crack, é Possível Vencer prevê investimentos de R$ 4 bilhões em recursos federais até 2014. As ações do programa serão executadas em conjunto pelos ministérios da Justiça, Saúde e Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

 

Fonte:
Secretaria de Direitos Humanos

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital