Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > OMS alerta para necessidade de mais recursos para combate à malária

Saúde

OMS alerta para necessidade de mais recursos para combate à malária

por Portal Brasil publicado: 23/04/2012 15h50 última modificação: 29/07/2014 09h06

Às vésperas de celebrar o Dia Internacional de Combate à Malária, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta as autoridades que se não forem feitos investimentos intensos na tentativa de conter a doença, o êxito registrado nos últimos anos desaparecerá. A data é celebrada dia 25. A OMS estima que são necessários US$ 7 bilhões anuais, nos próximos quatro anos, para controlar a malária de forma eficiente. 

A organização adverte, porém, que é necessário levantar mais recursos para chegar a esse montante. Por enquanto, segundo a entidade, só há à disposição o equivalente a US$ 2,4 bilhões por ano. Apesar das dificuldades, a OMS informou que houve queda de 25% dos casos no mundo e de 33% na África.

Para a organização, as ameaças aos progressos alcançados estão na resistência aos medicamentos, nas limitações financeiras e na falta de conscientização sobre o problema. A malária pode ser evitada e tem cura.

A doença é causada por picadas de mosquitos infectados. No Brasil, a área com maior incidência é o Amazonas, segundo o Ministério da Saúde. Em 2008, 314,4 mil pessoas se infectaram e 67 morreram. No caso do Brasil, as principais vítimas são adultos com mais de 20 anos.

No relatório anual da OMS sobre a malária, em 2010, a estimativa é que pelo menos 655 mil morreram no mundo em decorrência da doença. As principais vítimas são crianças e o continente mais afetado é a África.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Vacinação contra a gripe
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Vacinação contra a gripe
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti

Últimas imagens

Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital