Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > Remédio gratuito

Saúde

Remédio gratuito

Programa Saúde Não Tem Preço oferece medicamentos gratuitos a pacientes de hipertensão e diabetes
por Portal Brasil publicado: 16/04/2012 17h40 última modificação: 29/07/2014 09h06

O Programa Saúde Não Tem Preço, do governo federal, oferece acesso gratuito a medicamentos para hipertensão e diabetes a todos os cidadãos brasileiros desde fevereiro de 2011. Cerca de 33 milhões de brasileiros hipertensos e 7,5 milhões de diabéticos podem se beneficiar pelo programa. Para famílias de baixa renda, a gratuidade da medicação representa uma economia equivalente a até 12% da renda mensal.

A distribuição gratuita é fruto de um acordo do Ministério da Saúde com sete entidades da indústria e do comércio do setor farmacêutico. Para receber os remédios, os cidadãos precisam apresentar o CPF, um documento com foto e a receita médica (desde que emitida há até 120 dias) em qualquer um dos 15 mil estabelecimentos conveniados à rede Aqui Tem Farmácia Popular.

Essa rede é formada por farmácias e drogarias privadas que aderiram, a partir de 2006, ao programa Farmácia Popular do Brasil, criado para levar remédios essenciais a preços até 90% mais baixos à população.

Cerca de 2,5 mil cidades brasileiras e 1,3 milhão de brasileiros são atendidos pela rede todos os meses. Além do diabetes e da hipertensão, a rede vende a preços baixos medicamentos para doenças como asma, rinite, Mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de fraldas geriátricas.

Fontes: 
Ministério da Saúde
Programa Saúde Não Tem Preço

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Integração vai nortear serviços de saúde no Rio 2016
Ministro Arthur Chioro faz um balanço das atividades de preparação da pasta para o torneio esportivo
Taxa de mortalidade por tuberculose cai 20,7%
Ministério da Saúde assume compromisso de reduzir em 95% os óbitos da doença até 2035
Número de mortes causadas pela dengue diminui 32%
Cerca de 340 municípios estão com risco de epidemia, de acordo com Mapa da Dengue do Ministério da Saúde
Ministro Arthur Chioro faz um balanço das atividades de preparação da pasta para o torneio esportivo
Integração vai nortear serviços de saúde no Rio 2016
Ministério da Saúde assume compromisso de reduzir em 95% os óbitos da doença até 2035
Taxa de mortalidade por tuberculose cai 20,7%
Cerca de 340 municípios estão com risco de epidemia, de acordo com Mapa da Dengue do Ministério da Saúde
Número de mortes causadas pela dengue diminui 32%

Últimas imagens

Conheça os sintomas, como se transmite e a importância de se vacinar contra a doença
Conheça os sintomas, como se transmite e a importância de se vacinar contra a doença
Conheça os tipos de HPV que podem causar câncer e a importância de se vacinar contra o vírus
Conheça os tipos de HPV que podem causar câncer e a importância de se vacinar contra o vírus
Maioria dos médicos que se apresentou (1.896) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica
Maioria dos médicos que se apresentou (1.896) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica
Divulgação/Governo da Bahia
Por ser uma doença infecciosa, o diagnóstico torna-se ainda mais importante
Por ser uma doença infecciosa, o diagnóstico torna-se ainda mais importante
Divulgação/Governo de São Paulo
Doença é responsável por mais de 100 mil internações no SUS
Doença é responsável por mais de 100 mil internações no SUS
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital