Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > Saúde libera sistema de informatização em hospital do Rio

Saúde

Saúde libera sistema de informatização em hospital do Rio

por Portal Brasil publicado: 09/04/2012 15h12 última modificação: 29/07/2014 09h06

Prontuários, prescrições de remédios, exames, relatórios e outros documentos médicos serão informatizados, ainda este ano, na emergência do Hospital Municipal Miguel Couto, no Rio de Janeiro. O Ministério da Saúde liberou o uso de um sistema de gestão hospitalar computadorizado – o software ESUS – para todas as unidades atendidas pela ação SOS Emergências.

Já utilizado nos hospitais da Lagoa e de Ipanema, da rede federal, o software permitirá aos médicos acompanhar o paciente na emergência - com identificação imediata e individualizada, informações sobre consultas e diagnósticos anteriores, medicamentos usados e exames realizados - auxiliando no controle e acompanhamento da saúde do usuário e dando maior agilidade e qualidade no atendimento.

O sistema de gestão integrada também facilitará a marcação de exames, a prescrição de remédios e o agendamento de novas consultas. E o módulo de emergência fará o gerenciamento do ingresso do paciente pelo pronto-socorro, incluindo a classificação de risco e o monitoramento do tempo de espera pelo atendimento.

Já as ferramentas administrativas permitirão controle da dispensa e dos estoques de medicamentos e demais insumos, além do controle de despesas e relatórios operacionais, auxiliando nas tomadas de decisões gerenciais e evitando desperdícios. O ESUS facilitará ainda o acompanhamento de estatísticas e indicadores, como taxa de ocupação e giro de leito.

Além da liberação do uso e do apoio à implantação do sistema - prevista para ser iniciada este mês - o Hospital Miguel Couto já teve aprovado pelo Ministério da Saúde o projeto de R$ 200 mil para a aquisição de equipamentos de informática. Ao todo serão 64 computadores, além de impressoras, nobreaks e outros aparelhos para salas da emergência e setores de internação. Fichas, prontuários, prescrições e relatórios passarão assim a ser disponibilizados na rede interna para o acesso de médicos e enfermeiros responsáveis pelos pacientes de cada setor hospitalar, agilizando os processos e garantindo maior segurança das informações.

A rede

O SOS Emergências é uma ação estratégica do Ministério da Saúde, lançada em 2011 para qualificar e melhorar o atendimento das principais emergências que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ela integra a Rede Saúde Toda Hora e, além do Miguel Couto, foi implantada no Hospital Estadual Albert Schweitzer, também no Rio de Janeiro, e em mais nove unidades de grande porte localizados em oito capitais.

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para  a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para   municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças

Últimas imagens

Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital