Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 04 > Técnicos iniciam em abril visitas a 6 estados para ampliar área livre de febre aftosa

Saúde

Técnicos iniciam em abril visitas a 6 estados para ampliar área livre de febre aftosa

por Portal Brasil publicado: 05/04/2012 17h37 última modificação: 29/07/2014 09h06

As etapas do inquérito soroepidemiológico, que poderá ampliar a área livre de febre aftosa no Brasil, foram definidas e começarão a ser executadas nos próximos dias. Os aspectos envolvidos nessa ação foram apresentados e discutidos durante dois dias por técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e representantes dos serviços veterinários estaduais e das Superintendências Federais de Agricultura (SFAs) dos seis estados que participarão inicialmente da avaliação – Alagoas, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco e Piauí. Ao final, foi definido o cronograma de trabalho. O encontro foi encerrado na quarta-feira (4), no auditório da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Brasília.

As primeiras atividades serão a organização das equipes e o treinamento dos técnicos que participarão dos trabalhos nos estados. Ambas serão realizadas ainda no mês de abril. O cronograma segue com ações – como visita prévia às propriedades, colheita de amostras, inspeção clínica e testes laboratoriais – até outubro, quando serão analisados os resultados e avaliado, junto com outros dados operacionais dos serviços veterinários estaduais, se o bloco poderá ser reconhecido como livre de aftosa com vacinação.

Durante a reunião também ficou acertado que a primeira etapa da vacinação nos seis estados, prevista para começar no dia 1º de maio, será transferida para 1º de junho. A decisão foi tomada para que os técnicos dos serviços veterinários oficiais possam, antecipadamente, visitar todas as propriedades que terão recolhimento de amostras e serão monitoradas durante o inquérito. O objetivo é orientar os produtores sobre os procedimentos que eles deverão cumprir no período, como a proibição de vacinar os animais até a conclusão dos estudos a campo. A segunda fase da campanha, programada para novembro, segue sem alteração.

“Reforçamos que todos precisam se engajar para que o cronograma previsto seja cumprido. O inquérito é uma etapa indispensável para um futuro reconhecimento da região como zona livre de febre aftosa, que beneficiará a todos. Ele exigirá um esforço adicional dos serviços veterinários oficiais, pois irá transcorrer em paralelo às atividades normais, e a importante participação do produtor”, destaca o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), Plínio Leite Lopes.

 

Fonte:
Ministério da Agricultura

 


Conheça números da agricultura e pecuária no Brasil

Campanha de vacinação contra febre aftosa de 2012 começa pelo Amazonas

Ministério da Agricultura faz auditorias para ampliar zona livre de aftosa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões

Últimas imagens

Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Marcos Santos/USP Imagens
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Ronaldo Lima/Prefeitura de Diadema (SP)
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC

Governo digital