Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 05 > Acre adere ao Plano Crack, é possível vencer nesta terça-feira (29)

Saúde

Acre adere ao Plano Crack, é possível vencer nesta terça-feira (29)

por Portal Brasil publicado: 29/05/2012 16h34 última modificação: 29/07/2014 09h05

Será realizada em Rio Branco (AC), nesta terça-feira (29), reunião de pactuação do “Plano Crack, é possível vencer!” entre os governos federal, estadual e municipal. A iniciativa consiste em uma ampliação e inovação do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack. A ministra Maria do Rosário, da (SDH/PR), participará do encontro.

Os objetivos do plano são aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários, enfrentar o tráfico de drogas e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção por meio da educação, informação e capacitação.

O “Plano Crack, é Possível Vencer!” prevê o investimento de R$ 3,92 bilhões, em todo os estados, com atuação articulada entre governo federal, estados e municípios, além da participação da sociedade civil e o monitoramento intensivo das ações. Os eixos de atuação são Cuidado (Saúde), Autoridade (Segurança Pública) e Prevenção.

O Plano Crack é coordenado pelo Ministério da Saúde e conta com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), do Ministério da Justiça, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e do Ministério da Educação, entre outros órgãos do governo federal.

 

Fonte:
Secretaria de Direitos Humanos

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Parcerias podem oferecer remédios mais baratos a toda população
A parceria entre instituições públicas e privadas para a produção de medicamentos garante que o SUS tenha uma atuação mais ampla na prevenção e no combate a doenças, como febre amarela, HIV e leucemia
Informatização de todas as unidades básicas é uma das principais metas do Ministério da Saúde
Atualmente, dos quase 43 mil postos espalhados pelo País, cerca de 16 mil já estão conectados à plataforma DigiSUS
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
A parceria entre instituições públicas e privadas para a produção de medicamentos garante que o SUS tenha uma atuação mais ampla na prevenção e no combate a doenças, como febre amarela, HIV e leucemia
Parcerias podem oferecer remédios mais baratos a toda população
Atualmente, dos quase 43 mil postos espalhados pelo País, cerca de 16 mil já estão conectados à plataforma DigiSUS
Informatização de todas as unidades básicas é uma das principais metas do Ministério da Saúde
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes

Últimas imagens

Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Arquivo/Agência Brasil
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital