Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 05 > Brasil está entre os dez países com o maior número de partos prematuros, aponta OMS

Saúde

Brasil está entre os dez países com o maior número de partos prematuros, aponta OMS

por Portal Brasil publicado: 04/05/2012 11h24 última modificação: 29/07/2014 09h05

Um estudo divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostrou que 15 milhões de bebês nascem antes do tempo por ano no mundo. Mais de 1 milhão deles morrem dias após o parto. A prematuridade é a segunda causa de morte de crianças com menos de cinco anos de idade, ficando atrás somente da pneumonia. De acordo com o estudo, 75% poderiam ser salvos com adoção de medidas simples, como aplicação de antisséptico e antibióticos para evitar infecções.

Acompanhamento pré-natal é essencial para garantir uma gestação saudável e um parto seguro.

Rede Cegonha quer garantir atendimento de qualidade a todas as gestantes pelo SUS.

 

O Brasil e os Estados Unidos estão entre os dez países com os maiores números de partos prematuros. O Brasil aparece em décimo lugar, com 279 mil partos prematuros por ano (antes de 37 semanas de gestação). A taxa brasileira é 9,2% dos bebês prematuros, igual à da Alemanha e inferior à dos Estados Unidos, que chega a 12%.

Elaborado por 50 organizações, o relatório apontou que a incidência dos partos prematuros é maior nos países pobres, cerca de 12%, e pouco menor nas nações mais desenvolvidas, 9%. Porém, destaca que a prematuridade não é um problema somente das regiões pobres do mundo.

Nos países ricos, os partos prematuros estão relacionados ao fato de as mulheres terem filhos com mais idade, uso de técnicas e remédios para fertilidade que resultam em múltiplas gestações (trigêmeos, por exemplo) e os partos excessivos por cesariana. Nas nações pobres, o aumento da taxa é por causa de infecções como malária, Aids e gravidez na adolescência. Entre as menores taxas estão a Bielorrúsia, o Equador, a Croácia e Samoa.

O Ministério da Saúde brasileiro disse que uma das metas do programa Rede Cegonha, lançado no governo de Dilma Rousseff, é reduzir o índice de prematuros, com a oferta de um acompanhamento pré-natal de qualidade.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital