Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 05 > Vacinação contra aftosa no Rio Grande do Sul é prorrogada

Saúde

Vacinação contra aftosa no Rio Grande do Sul é prorrogada

por Portal Brasil publicado: 24/05/2012 18h53 última modificação: 29/07/2014 09h05

A primeira etapa de vacinação contra febre aftosa no Rio Grande do Sul, prevista para ocorrer durante o mês de maio, será prorrogada até o dia 8 de junho. A decisão foi anunciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) nesta quinta-feira (24), em atendimento a uma solicitação da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Rio Grande do Sul (Seapa/RS).

A solicitação foi feita, porque a parte das vacinas doadas pelo governo estadual teve atraso na entrega, por problemas na licitação para aquisição e na entrega do insumo pelo fornecedor. Apesar de não recomendar a prática, o Departamento de Sanidade Animal (DSA) do Mapa acatou o pedido, considerando que o impasse poderia prejudicar os produtores rurais na imunização dos animais e comprometer os índices de vacinação do estado.

Nesta primeira fase, o Rio Grande do Sul deverá vacinar todo o seu rebanho de bovinos e bubalinos – composto por mais de 14 milhões de cabeças. Segundo o ministério, a prática de doação de vacinas a produtores pelo serviço veterinário oficial é desaconselhada. A legislação define que a execução do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa) baseia-se no compartilhamento de responsabilidades entre os setores públicos e privados, sendo a aquisição das vacinas uma obrigação dos produtores.

“As prorrogações de etapas de vacinação devem sempre ser evitadas, principalmente por motivos de responsabilidade do serviço veterinário oficial. Estas alterações são indesejáveis para a imunização dos rebanhos e provocam relaxamento por parte dos produtores quanto ao cumprimento do calendário oficial”, alerta o fiscal federal agropecuário da Coordenação de Febre Aftosa (CFA), Ronaldo Teixeira.

 

Fonte:
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital