Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > AGU consegue bloqueio de R$ 170 mi recebidos pela Federação Brasileira de Hospitais

Saúde

AGU consegue bloqueio de R$ 170 mi recebidos pela Federação Brasileira de Hospitais

por Portal Brasil publicado: 05/06/2012 15h25 última modificação: 29/07/2014 09h04

A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve, na Justiça Federal de Brasília, o bloqueio R$ 170 milhões da Federação Brasileira de Hospitais. A quantia foi paga a título de reajuste de índice inflacionário decorrente da troca de moeda do cruzeiro para o real, além de honorários advocatícios.

Os convênios dos hospitais com o Sistema Único de Saúde (SUS) eram fundamentados nos valores do cruzeiro. Com a mudança de moeda, em 1994, as instituições médicas alegaram que houve uma diferença de 9,56% da quantia repassada. Os hospitais, então, passaram a solicitar o pagamento da correção judicialmente.

Ao ajuizar a ação de ressarcimento, a federação alegou que representava quatro mil hospitais em todo o Brasil, sem comprovar quais eram e os valores que seriam repassados para cada instituição de saúde. À época, a Justiça determinou o pagamento de forma parcelada, sem exigir essas informações.

No entanto, a execução foi anulada por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao detectar que vários hospitais haviam entrado com ações individuais para cobrar os valores. O objetivo foi evitar pagamentos em duplicidades ou que não eram devidos, já que a federação não comprovou a representação dos hospitais.

Diante disso, a Procuradoria-Regional da União da 1ª Região (PRU1) solicitou o bloqueio sustentando que manter esses valores com a federação poderia causar dano de difícil reparação aos cofres públicos, caso a entidade fosse condenada a devolver o que já foi pago.

O juízo da 17ª Vara Cível Federal do Distrito Federal acatou os argumentos apresentados pela AGU e determinou o bloqueio por meio do sistema BacenJud.

 

Fonte:
Advocacia-Geral da União

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Com decisão do Ministério da Saúde, médicos cubanos do Mais Médicos serão contratados em convênio direto com Organização
Prefeituras podem contratar médicos direto com a Opas
Organização concedeu ao País certificação internacional pela erradicação das doenças
OPAS reconhece extinção de rubéola e sarampo do Brasil
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões

Últimas imagens

Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Marcos Santos/USP Imagens
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Ronaldo Lima/Prefeitura de Diadema (SP)
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC

Governo digital