Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Anvisa e CNPq assinam acordo para desenvolvimento de pesquisas

Saúde

Anvisa e CNPq assinam acordo para desenvolvimento de pesquisas

por Portal Brasil publicado: 26/06/2012 11h08 última modificação: 29/07/2014 09h04

Temas compõem a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Vigilância Sanitária

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmou, juntamente com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), um termo em que prevê o desenvolvimento de pesquisas para suprir lacunas de conhecimento em temas relativos à política, organização e gestão do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS).

No Termo de Cooperação nº 3, o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Brás Aparecido Barbano, e o presidente do CNPq, Glaucius Oliva, definiram oito linhas de pesquisas prioritárias nas áreas de ações de vigilância sanitária: alimentos, sangue, tecidos, células e órgãos, e agrotóxicos. Os temas das pesquisas compõem a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Vigilância Sanitária (ANPP-Visa).

A previsão é de que a chamada pública seja divulgada nos próximos meses. Segundo a chefe do Núcleo de Educação, Pesquisa e Conhecimento (Nepec) da Anvisa, Daniella Guimarães, o fomento à pesquisa é fundamental para a área de vigilância sanitária. “Esses estudos permitem um acompanhamento do desenvolvimento científico e tecnológico dos diferentes produtos e serviços relacionados à vigilância sanitária, de forma a fortalecer as ações de proteção e promoção da saúde da população brasileira”, ressaltou a gestora.

 

Leia mais:

Ciência e Tecnologia lança edital para selecionar pesquisadores

Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica recebe inscrição até agosto 

 

Fonte:
Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital