Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Anvisa e CNPq assinam acordo para desenvolvimento de pesquisas

Saúde

Anvisa e CNPq assinam acordo para desenvolvimento de pesquisas

por Portal Brasil publicado: 26/06/2012 11h08 última modificação: 29/07/2014 09h04

Temas compõem a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Vigilância Sanitária

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmou, juntamente com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), um termo em que prevê o desenvolvimento de pesquisas para suprir lacunas de conhecimento em temas relativos à política, organização e gestão do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS).

No Termo de Cooperação nº 3, o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Brás Aparecido Barbano, e o presidente do CNPq, Glaucius Oliva, definiram oito linhas de pesquisas prioritárias nas áreas de ações de vigilância sanitária: alimentos, sangue, tecidos, células e órgãos, e agrotóxicos. Os temas das pesquisas compõem a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Vigilância Sanitária (ANPP-Visa).

A previsão é de que a chamada pública seja divulgada nos próximos meses. Segundo a chefe do Núcleo de Educação, Pesquisa e Conhecimento (Nepec) da Anvisa, Daniella Guimarães, o fomento à pesquisa é fundamental para a área de vigilância sanitária. “Esses estudos permitem um acompanhamento do desenvolvimento científico e tecnológico dos diferentes produtos e serviços relacionados à vigilância sanitária, de forma a fortalecer as ações de proteção e promoção da saúde da população brasileira”, ressaltou a gestora.

 

Leia mais:

Ciência e Tecnologia lança edital para selecionar pesquisadores

Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica recebe inscrição até agosto 

 

Fonte:
Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Vacinação contra a gripe
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Ministério da Saúde repassará valor para municípios que aderirem à nova etapa do programa Saúde na Escola
Ações de saúde em escolas municipais recebem R$ 89 milhões
Mais de 54 milhões de pessoas dos grupos prioritários devem ser vacinadas durante a campanha do Ministério da Saúde contra a gripe. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das redes pública e privada no público-alvo
Vacinação contra a gripe
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti

Últimas imagens

Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Empresa deve comprovar a qualidade, a segurança e a eficácia do produto a ser registrado
Marcos Santos/USP Imagens
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Licenciamento de salões de beleza, por exemplo, dispensam requerimentos prévios
Ronaldo Lima/Prefeitura de Diadema (SP)
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC

Governo digital