Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Anvisa e CNPq assinam acordo para desenvolvimento de pesquisas

Saúde

Anvisa e CNPq assinam acordo para desenvolvimento de pesquisas

por Portal Brasil publicado: 26/06/2012 11h08 última modificação: 29/07/2014 09h04

Temas compõem a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Vigilância Sanitária

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmou, juntamente com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), um termo em que prevê o desenvolvimento de pesquisas para suprir lacunas de conhecimento em temas relativos à política, organização e gestão do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS).

No Termo de Cooperação nº 3, o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Brás Aparecido Barbano, e o presidente do CNPq, Glaucius Oliva, definiram oito linhas de pesquisas prioritárias nas áreas de ações de vigilância sanitária: alimentos, sangue, tecidos, células e órgãos, e agrotóxicos. Os temas das pesquisas compõem a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Vigilância Sanitária (ANPP-Visa).

A previsão é de que a chamada pública seja divulgada nos próximos meses. Segundo a chefe do Núcleo de Educação, Pesquisa e Conhecimento (Nepec) da Anvisa, Daniella Guimarães, o fomento à pesquisa é fundamental para a área de vigilância sanitária. “Esses estudos permitem um acompanhamento do desenvolvimento científico e tecnológico dos diferentes produtos e serviços relacionados à vigilância sanitária, de forma a fortalecer as ações de proteção e promoção da saúde da população brasileira”, ressaltou a gestora.

 

Leia mais:

Ciência e Tecnologia lança edital para selecionar pesquisadores

Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica recebe inscrição até agosto 

 

Fonte:
Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
O Ministério da Saúde está trabalhando para diminuir a espera por cirurgias eletivas, aquelas que não são emergências
Mutirão já realizou mais de 33 mil cirurgias no país
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País

Últimas imagens

Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Arquivo/EBC
Candidatos poderão escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas
Candidatos poderão escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas
Arquivo/EBC
Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)

Governo digital