Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Anvisa nega pedido de renovação de medicamentos feito fora do prazo

Saúde

Anvisa nega pedido de renovação de medicamentos feito fora do prazo

por Portal Brasil publicado: 18/06/2012 15h48 última modificação: 29/07/2014 09h04

Foi negada renovação de registro de 14 medicamentos

A Advocacia-Geral da União (AGU) comprovou a legalidade da atuação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que negou pedido de renovação de registro de 14 medicamentos - antibióticos e remédios utilizados para tratamento de câncer. O Laboratório Itafarma Ltda. fez o pedido de revalidação fora do prazo previsto. 

A empresa teve um dos seus laboratórios fechados, depois de ser autuada pela Anvisa, por descumprir o que determina as Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos. Por esse motivo, alegou que foi prejudicada financeiramente e não conseguiu recolher as taxas necessárias para revalidação. 

A Procuradoria Regional Federal da 1ª Região (PRF1) e a Procuradoria Federal junto à Agência (PF/Anvisa) afirmaram que a revalidação deve ser solicitada no primeiro semestre do último ano de validade, como previsto no artigo 12 da lei nº 6.360/76, que trata sobre vigilância sanitária de medicamentos e outros produtos. Os procuradores destacaram ainda que a interdição da unidade não impedia que a solicitação de revalidação fosse feita.

Acolhendo os argumentos apresentados pela AGU, a 4ª Turma Suplementar do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) defendeu a legalidade da atuação, sob o entendimento de que dificuldades financeiras decorrentes de interdição promovida pela vigilância sanitária estadual não justificam a perda do prazo estipulado.

Leia mais:

Fabricantes de produtos para saúde deverão fornecer também manual de instrução on-line

Começa distribuição de remédio para asma

Anvisa determina apreensão e inutilização do medicamento Desobesi-M

Anvisa divulga nota com esclarecimentos para farmácias sobre Sibutramina

 

Fonte:

Advocacia-Geral da União

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Crianças dão um show de conhecimento sobre a luta contra o Aedes aegypti
Aedes aegypti é transmissor de doenças graves, como a dengue, a zika e a chikungunya
Hospital da Bahia oferece tratamento completo contra o câncer
Hospital das Obras da Irmã Dulce, em Salvador, implantou radioterapia
SUS oferece tratamento para parar de fumar
Parar de fumar é uma decisão fundamental para a saúde, mas abandonar a dependência pode ser bem difícil
Aedes aegypti é transmissor de doenças graves, como a dengue, a zika e a chikungunya
Crianças dão um show de conhecimento sobre a luta contra o Aedes aegypti
Hospital das Obras da Irmã Dulce, em Salvador, implantou radioterapia
Hospital da Bahia oferece tratamento completo contra o câncer
Parar de fumar é uma decisão fundamental para a saúde, mas abandonar a dependência pode ser bem difícil
SUS oferece tratamento para parar de fumar

Últimas imagens

Em cada estado, foram selecionadas três maternidades para receber a estratégia neste primeiro momento
Em cada estado, foram selecionadas três maternidades para receber a estratégia neste primeiro momento
Divulgação/Governo de Goiás
Organização alertou ainda que o comércio ilegal de tabaco está agravando o tabagismo
Organização alertou ainda que o comércio ilegal de tabaco está agravando o tabagismo
Arquivo/USP Imagens
Os preservativos são distribuídas pelo SUS gratuitamente em todo o País
Os preservativos são distribuídas pelo SUS gratuitamente em todo o País
Divulgação/Ministério da Saúde
O Soliqua é indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 para melhorar o controle glicêmico
O Soliqua é indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 para melhorar o controle glicêmico
Antonio Cruz/Agência Brasil
Ferramenta reduz custos, pois dá ao médico acesso ao histórico do paciente e evita exames ou consultas repetidas
Ferramenta reduz custos, pois dá ao médico acesso ao histórico do paciente e evita exames ou consultas repetidas
Foto: rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital