Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Governo amplia parcerias para fortalecer Rede Cegonha

Saúde

Governo amplia parcerias para fortalecer Rede Cegonha

por Portal Brasil publicado: 13/06/2012 16h26 última modificação: 29/07/2014 09h04

Objetivo é custear unidades de saúde e viabilizar a continuidade do atendimento

 

O governo federal quer ampliar a parceria entre estados e municípios para garantir o fortalecimento do Rede Cegonha, programa de atenção a gestantes e bebês. O objetivo é custear unidades de saúde e viabilizar a continuidade do atendimento.

A presidenta Dilma Rousseff disse que a iniciativa é uma das prioridades de seu governo. “Um país tem de ser medido por alguns métodos. Eu não sou daquelas pessoas que acham que não tem importância o Produto Interno Bruto (PIB). Tem sim, é uma das referências. Mas eu acredito que, entre essas referências, uma delas deve se destacar para todos nós, que é o que este País está fazendo para as mães e para as crianças”, avaliou.

Durante uma visita em Minas Gerais, Dilma e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciaram um acréscimo de R$14,2 milhões nos recursos do Programa Rede Cegonha no estado. E mais R$ 88,3 milhões para construção e ampliação de unidades básicas de Saúde (UBS) e unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) serão investidos na região.

Os recursos deverão financiar a construção de sete novas UPAs, a ampliação de outras 19 e a reforma de 462 UBS em Minas, de acordo com o Ministério da Saúde.

 

Leia mais:

Atitudes positivas na gestação garantem gravidez saudável

Rede Cegonha reduz mortalidade materna em 21% no 1º ano do programa, diz Saúde

Exames realizados na gestação evitam problemas de saúde

Brasil está entre os dez países com o maior número de partos prematuros, aponta OMS

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital