Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Vacinação contra gripe alcançou 80% da meta

Saúde

Vacinação contra gripe alcançou 80% da meta

por Portal Brasil publicado: 13/06/2012 11h47 última modificação: 29/07/2014 09h04

Mais de 24 milhões de pessoas foram vacinadas. Gestantes tem até o final de agosto para se vacinar

O Ministério da Saúde informou, na última terça-feira (12), que mais de 24,12 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe - número que representa 80,04% do grupo prioritário, formado por idosos, crianças, gestantes, indígenas e profissionais da saúde.

Os dados mostram que 18 estados e o Distrito Federal atingiram a meta da campanha, que era proteger 80% da população alvo. Não há prorrogação em nível nacional, mas caso a meta não tenha sido atingida, cada município tem autonomia para determinar se deve continuar ofertando as doses da vacina.

A maior adesão foi entre os trabalhadores da saúde, com taxa de 99,69% de cobertura vacinal - o que representa mais de 2,4 milhões de vacinados. As crianças respondem pela segunda maior adesão à campanha, com o cumprimento de 86,83% da população alvo, ou seja, mais de 3,7 milhões de pessoas.

Da população idosa, 16 milhões de pessoas tomaram a vacina, o que significa 77,79% de cobertura. Já os indígenas, que são vacinados nas próprias aldeias, receberam 452,4 mil doses da vacina, chegando a 77,1%.

Entre as gestantes, o índice de adesão está em 71,4%, com 1,5 milhões de doses aplicadas. As futuras mães poderão procurar os postos de saúde para tomar a vacina até final de agosto deste ano. Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, é importante que todas as pessoas dos grupos prioritários, especialmente as grávidas, tomem a vacina para se proteger no período de maior transmissão do vírus, que começa com a chegada do inverno.

A vacina proporciona impacto direto na diminuição dos casos e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias, além de contribuir para a redução das internações hospitalares e da mortalidade. Além disso, a vacina protege contra os três principais vírus que circularam no hemisfério sul no ano anterior, incluindo o da Influenza A (H1N1).

 

Leia mais:

Vacinação contra a gripe reduz mortes e internações por causa da doença

Vacina protege contra os três principais vírus da gripe

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital