Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Novo programa de redução da mortalidade indígena terá apoio da Defesa

Saúde

Novo programa de redução da mortalidade indígena terá apoio da Defesa

por Portal Brasil publicado: 06/06/2012 12h31 última modificação: 29/07/2014 09h04
Tereza Sobreira/ Ministério da Defesa Presidenta assinou decreto que institui comissão para trabalhar na redução da mortalidade infantil e materna nas comunidades indígenas

Presidenta assinou decreto que institui comissão para trabalhar na redução da mortalidade infantil e materna nas comunidades indígenas

Em cerimônia de comemoração do Dia do Meio Ambiente, a presidenta Dilma Rousseff assinou decreto que institui uma comissão para trabalhar na redução da mortalidade infantil e materna nas comunidades indígenas de todo o Brasil.

A comissão, intitulada Comitê Gestão Integrada das Ações de Atenção à Saúde e de Segurança Alimentar para a População Indígena, teve plano de trabalho elaborado pelo Ministério da Saúde, em parceria com outros ministérios, entre os quais a Defesa.

A iniciativa vai contar com o apoio logístico da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, para garantir transporte aéreo, terrestre, fluvial, alojamento, alimentação e segurança aos integrantes do projeto.

Pelo programa, profissionais da área de saúde realizam consultas, procedimentos odontológicos, avaliação nutricional, exames pré-natal e testes rápidos de HIV, entre outras intervenções, nos chamados Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis). O foco da ação são as crianças de até seis anos e as mulheres de dez a 49 anos.

Segundo Dilma Rousseff, a criação do grupo de trabalho é movida “pela certeza de que temos que dar tratamento especial à saúde indígena”. Ela afirmou, também, que saciar a fome e a sede deve ser “tarefa perene” para que as gerações futuras tenham condições adequadas de vida.

Em julho e agosto, ações de apoio se estenderão para outros estados. Ao todo, 16 Dseis foram selecionados para receber os agentes de saúde.

 

Meio Ambiente

A solenidade, de terça-feira (5), marcou os 40 anos de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972, e a abertura das atividades da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20 – cujas ações de segurança estão a cargo da Defesa.

O Secretário-Geral da ONU para a conferência no Rio de Janeiro, Sha Zukang, afirmou, em discurso, que “este momento representa um marco para a nação brasileira. A ONU é profundamente grata pelo apoio e liderança desempenhados pelo Brasil”.

Participaram do evento o vice-presidente da república, Michel Temer; o ministro da Defesa, Celso Amorim; a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; entre outras autoridades.

Acompanhe notícias da Rio+20 no portal do Comitê de Organização Nacional

Visite a página da Rio+20 no Facebook

Siga o perfil da Rio+20 no Twitter


Leia mais: 

Saúde indígena terá plano especial

Cerca de 400 mil índios de 210 povos diferentes são atendidos pelo SUS

Ministério da Saúde lança Cartão SUS para população indígena

Acompanhamento pré-natal é essencial para garantir uma gestação saudável e um parto seguro 

 

Fonte:

Ministério da Defesa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa

Governo digital