Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 06 > Saúde libera R$ 26,8 milhões para Samu e UPAs em seis estados

Saúde

Saúde libera R$ 26,8 milhões para Samu e UPAs em seis estados

por Portal Brasil publicado: 05/06/2012 20h01 última modificação: 29/07/2014 09h04

O Ministério da Saúde autorizou novos investimentos na rede Saúde Toda Hora, que oferta à população o acesso integral aos serviços de urgência e emergência. Portarias, publicadas no Diário Oficial da União, habilitam repasse de custeio anual no valor de R$ 4,3 milhões para duas centrais de regulação médica e 18 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Paraíba. Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) dos estados de Pernambuco e Ceará também receberão um incremento financeiro de R$ 22,5 milhões.  

Em São Paulo, a Central Regional de Regulação das Urgências do município de Bragança Paulista, receberá custeio anual de R$ 588 mil. O município ainda terá repasse anual de R$ 330 mil e R$ 150 mil, respectivamente, para uma Unidade de Suporte Avançado (USA) e duas Unidades de Suporte Básico (USB).

A Unidade de Suporte Básico (USB) é um veículo destinado ao transporte inter-hospitalar de pacientes sem necessidade de intervenção médica no local ou durante transporte até o serviço de destino. Já a Unidade de Suporte Avançado (USA) é um para pacientes de alto risco que necessitam de cuidados médicos intensivos.

O município Atibaia terá recursos para custear uma USA e uma USB, e os municípios de Bom Jesus dos Perdões, Joanópolis, Pedra Bela, Piracaia, Tuiutí e Vargem também receberão repasses para custeio de uma USB em cada. No total, estão sendo investidos R$ 2,5 milhões na área da saúde do estado de São Paulo.

Confira os demais recursos por estado e municípios

 

Fonte:

Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná

Governo digital