Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 07 > Levantamento aponta satisfação da população com as Unidades de Saúde

Saúde

Levantamento aponta satisfação da população com as Unidades de Saúde

por Portal Brasil publicado: 31/07/2012 13h29 última modificação: 29/07/2014 09h04
Wilson Dias/Agência Brasil As unidades de saúde da Atenção Básica que forem mais bem avaliadas terão aporte adicional de recursos de até 100%.

As unidades de saúde da Atenção Básica que forem mais bem avaliadas terão aporte adicional de recursos de até 100%.

 

A pesquisa ouviu a opinião de 24.306 brasileiros que estavam sendo atendidos dentro das unidades de saúde

 

Cerca de 80% da população aprova os serviços prestados pelos profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS). A constatação partiu do resultado da avaliação feita pelo Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ), apresentada durante o VI Seminário Internacional de Atenção Básica “Universalização com Qualidade”, no Rio de Janeiro. O evento foi realizado pelo Ministério da Saúde.

A pesquisa ouviu, entre os dias 7 de maio a 24 de julho, a opinião de 24.306 brasileiros que estavam sendo atendidos dentro das unidades de saúde. O levantamento indica a confiança dos usuários ao utilizar os serviços: 84,6% dos entrevistados indicaram que recomendariam a UBS para um amigo ou familiar.

No Brasil, 6.345 equipes de Atenção Básica foram avaliadas por usuários por meio de um questionário. As equipes também se autoavaliaram. Os quesitos de avaliação incluíram condições de funcionamento da unidade (equipamentos, materiais e medicamentos), atendimento pré-natal, acompanhamento de doentes crônicos, tempo de espera por consulta e adequada atenção à saúde do idoso, entre outros.

 

Investimentos

As equipes de Atenção Básica que forem mais bem avaliadas terão aporte adicional de recursos de até 100%. Em todo o País, existem 42.324 UBS. O Ministério da Saúde anunciou repasse de R$ 11,6 milhões referente à segunda parcela para a reforma/ampliação de 147 UBS em 91 municípios em 20 estados (AC, AM, BA, GO, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SP e TO). Até agora já foram liberados R$ 538 milhões para a melhoria nas estruturas de 5.247 UBS em 1.788 municípios.

 

Telessaúde

Também foram apresentadas melhorias na informatização do sistema Telessaúde. A nova Plataforma Tecnológica conexão 2G e 3G, com cobertura de 99,98% e 58,81%, respectivamente, poderá ser acessada em todo o País por diversos equipamentos como computadores de mesa, notebooks e dispositivos móveis (tablets e smartphones). Através do Telessaúde, os profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) poderão atender demandas de Teleconsultorias e Telediagnósticos.

O programa Telessaúde é uma ação nacional que busca melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica no SUS, integrando ensino e serviço por meio de ferramentas de tecnologias da informação, que oferecem condições para promover a Teleassistência e a Teleducação.

 

Programa Nacional de Melhoria

O Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade, abreviado de PMAQ, foi criado em 2011 com objetivo de ampliar o acesso e melhorar o atendimento na Atenção Básica, garantindo um padrão nacional de qualidade nos serviços prestados.

De acordo com o Ministério da Saúde, a estratégia do programa, que integra a política “Saúde Mais Perto de Você”, quer elevar os recursos para as UBS que cumprem metas na qualificação do trabalho das equipes de saúde para incentivar um atendimento de maior qualidade.

A Atenção Básica é um conjunto de ações em saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde.

 

Leia mais:

Unidades Básicas de Saúde são a porta de entrada do SUS

Saúde anuncia investimento de mais R$ 348 milhões em São Paulo

Saúde investe em novas Unidades Básicas

Programa de atenção domiciliar habilita mais 62 equipes para sete estados

Saúde libera recursos para novas Unidades Básicas e Academias da Saúde

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Público-alvo da nova campanha de vacinação, que segue até 22 de setembro, compreende 47 milhões de crianças e adolescentes de até 15 anos
Campanha vai imunizar 47 milhões de crianças e adolescentes
O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para  a compra de 6,5 mil ambulâncias que vão ser distribuídas para   municípios de todo o País. Iniciativa vai reduzir a burocracia e facilitar o acesso dos municípios aos veículos
Ministério da Saúde vai destinar R$ 520 milhões para a compra de ambulâncias
É o único hospital público a realizar transplantes cardíacos em adultos e crianças no estado do Rio de Janeiro
Instituto Nacional de Cardiologia realiza transplantes cardíacos em adultos e crianças

Últimas imagens

Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Nos locais onde há Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), iniciativa do SUS, risco de suicídio reduz em até 14%
Arquivo/Agência Brasil
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Recursos permitem custeio de procedimentos de atenção básica e de Média e Alta Complexidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Levetiracetam também será incorporado para tratar de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital