Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 07 > Novo medicamento para tratamento do câncer de mama será oferecido pelo SUS

Saúde

Novo medicamento para tratamento do câncer de mama será oferecido pelo SUS

por Portal Brasil publicado: 23/07/2012 16h22 última modificação: 29/07/2014 09h04
Blog da Saúde As causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo, estando ambas inter-relacionadas

As causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo, estando ambas inter-relacionadas

Câncer de mama é o segundo tipo mais comum da doença no mundo e o mais frequente entre as mulheres

 

O medicamentoTrastuzumabe, um dos mais eficientes no combate ao câncer de mama, passa a fazer parte dos medicamentos de alto custo fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) . Essa iniciativa faz parte do Plano Nacional de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo do Útero e de Mama, estratégia para expandir a assistência oncológica a mulheres com câncer de mama em estágio inicial e avançado. Serão investidos R$130 milhões por ano para disponibilizar o medicamento à população.

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum da doença no mundo e o mais frequente entre as mulheres, com uma estimativa de mais 1,15 milhão de novos casos a cada ano, e responsável por 411.093 mortes por ano.

No Brasil, estimam-se que serão 52.680 novos casos em 2012/2013. Em 2010 ocorreram 12.812 mortes por causa da doença. E neste ano, o Ministério da Saúde já custeou mais de 100 mil procedimentos para quimioterapia do câncer de mama inicial ou avançado.

O SUS terá o prazo de 180 dias, a partir da publicação que ocorrerá ainda nesta semana, no Diário Oficial da União (DOU), para efetivação de sua oferta á população brasileira. A incorporação do Trastuzumabe foi aprovada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) para o tratamento de câncer de mama. A intenção é diminuir em 22% o risco de morte de mulheres com a doença e ainda reduzir as chances de reincidência do câncer.

 

Inclusão

O Trastuzumabe é um dos primeiros medicamentos incorporados no SUS a partir da Lei 12.401, de 2011. O decreto, que cria uma Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec), define regras que garantem a proteção do cidadão quanto ao uso e eficácia desses medicamentos, que devem ter registro nacional e serem reconhecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O documento também estabelece que seja publicado um protocolo de como e quais as situações que o medicamento deve ser utilizado.

O medicamento é um dos mais procurados. Em 2011, o ministério gastou R$ 4,9 milhões para atender a 61 pedidos judiciais. Esse ano, já foram gastos R$ 12,6 milhões com a compra do Trastuzumabe por demanda judicial.

As causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo, estando ambas inter-relacionadas. As causas externas relacionam-se ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de um ambiente social e cultural. As causas internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas, estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas.

 

 

Leia mais:

Câncer de mama é o segundo tipo mais frequente de câncer no mundo

Diagnóstico precoce do câncer de mama e a prevenção do colo de útero são fundamentais para aumentar a taxa de cura

Saúde alerta para prevenção ao câncer de mama

Tratamento do câncer de colo de útero também recorre a tratamentos quimioterápicos e radioterápicos

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital