Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 07 > Pacientes politraumatizados terão atendimento especial no Rio de Janeiro

Saúde

Pacientes politraumatizados terão atendimento especial no Rio de Janeiro

por Portal Brasil publicado: 24/07/2012 12h40 última modificação: 29/07/2014 09h04

A meta é garantir um atendimento rápido e exclusivo para esses tipos de lesões, que costumam exigir intervenção cirúrgica de emergência

O Rio de Janeiro vai ganhar, até 2014, cinco centros de emergência específicos para pacientes que sofrerem traumas múltiplos em acidentes. As unidades devem custar cerca de R$ 900 milhões e vão demandar cerca de 120 profissionais.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o objetivo é garantir um atendimento rápido e exclusivo para esses tipos de lesões que costumam exigir intervenção cirúrgica de emergência. “Hoje, o Brasil é o quinto País no mundo em número de acidentes automobilísticos e a primeira hora após o acidente, que chamamos a hora de ouro, é o momento em que saberemos se o paciente terá condições de sobrevida ou não”, explicou o coordenador de Trauma da secretaria e responsável pela estruturação do projeto, o médico Rogério Casemiro. 

A primeira unidade será criada no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, até o fim do ano. Nela, haverá um heliponto. As demais unidades serão construídas nos hospitais Albert Schweitzer, em Realengo; Rocha Faria, em Campo Grande; Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias; e no futuro Hospital Estadual de Trauma, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. 

Reforço

As equipes serão compostas por ortopedistas, cirurgiões, anestesistas e neurocirurgiões, além de cirurgiões pediátricos com formação em trauma, e urologistas. A forma de contratação dos profissionais ainda está sendo estudada. “No plantão, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, a ideia é que haja 20 profissionais por dia, em cada centro, para atender, simultaneamente, a quatro pacientes com todos os recursos”, explicou Casemiro.

O estado do Rio de Janeiro obteve, recentemente, a pior colocação do Brasil em assistência do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo o Índice de Desempenho do SUS, do Ministério da Saúde.

Leia mais:

Veja como funciona o Sistema Único de Saúde

Conheça outros órgãos vinculados à saúde

Unidades de Saúde tem como meta atender até 80% da população, sem encaminhar para hospitais

 

Fonte:
Agência Brasil

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Em dez anos, o número de obesos no Brasil cresceu 60%
Excesso de peso é responsável também pelo surgimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes
Concurso elege melhores receitas voltadas à alimentação escolar
A qualidade da merenda escolar influencia diretamente na aprendizagem em sala de aula. Diante disso, um concurso está incentivando merendeiras a fazerem receitas mais saudáveis e gostosas para os alunos
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Excesso de peso é responsável também pelo surgimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes
Em dez anos, o número de obesos no Brasil cresceu 60%
A qualidade da merenda escolar  influencia diretamente na aprendizagem em sala de aula. Diante disso, um concurso está incentivando merendeiras a fazerem receitas mais saudáveis e gostosas para os alunos
Concurso elege melhores receitas voltadas à alimentação escolar

Últimas imagens

Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital