Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 07 > Rio Grande do Norte receberá R$ 86,2 mi para Rede de Urgência

Saúde

Rio Grande do Norte receberá R$ 86,2 mi para Rede de Urgência

por Portal Brasil publicado: 13/07/2012 19h44 última modificação: 29/07/2014 09h04
Governo do Paraná As pessoas que utilizam o Sistema Único de Saúde (SUS) são atendidas, principalmente, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

As pessoas que utilizam o Sistema Único de Saúde (SUS) são atendidas, principalmente, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

 

Recursos repassados ao estado beneficiarão nove municípios, que poderão qualificar as UPAs 24h, ampliar o Samu e aumentar leitos de UTI

 

O Rio Grande do Norte vai receber, nos próximos dias, a quantia de R$ 86,2 milhões para investir na rede de urgências do estado. O investimento faz parte da primeira etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências do estado. O valor será incorporado ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade do Rio Grande do Norte e dos nove municípios que serão beneficiados. 

Os municípios contemplados são: Ceará Mirim, Extremoz, Goianinha, Lajes, Macaíba, Monte Alegre, Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante.

Com o novo recurso, será possível ampliar e aprimorar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), habilitar e qualificar as Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), atenção domiciliar e custeio de salas de estabilização, além de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Do total de investimentos, R$ 36,1 milhões serão direcionados para habilitar 215 novos leitos, sendo 21 de UTI adulto tipo II e 194 leitos clínicos. Mais 97 leitos serão qualificados. Atualmente, há 226 leitos no estado, sendo 154 de UTI adultos e 72 clínicos.

Outros R$ 17,7 milhões serão investidos, pelo Ministério da Saúde, na ampliação e qualificação do Samu. Serão habilitadas sete novas ambulâncias e duas centrais de regulação médica. Hoje, o estado já conta com três centrais de regulação médica, 36 ambulâncias e 14 em processo de habilitação. 

Além disso, R$ 25,6 milhões serão investidos na habilitação de sete UPAs e na qualificação de oito, que serão adicionadas às 12 já existentes no estado. Equipadas para realizar atendimentos de complexidade intermediária, as UPAs 24h conseguem resolver até 97% dos problemas dos usuários que as procuram sem necessidade de encaminhamento a um hospital.

Por fim, R$ 6,8 milhões serão investidos em salas de estabilização, qualificação de equipes multiprofissionais e atenção domiciliar.

 


Leia mais:

São Paulo, Bahia e Distrito Federal recebem novas UPAs

Programa de atenção domiciliar habilita mais 62 equipes para sete estados

Governo federal garante adicional de R$ 73,2 milhões para saúde em quatro estados

Saúde repassa R$ 28,2 milhões para Unidades de Pronto Atendimento e Samu

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital