Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 07 > Segunda etapa do Rede Cegonha beneficia São Paulo e Pernambuco

Saúde

Segunda etapa do Rede Cegonha beneficia São Paulo e Pernambuco

por Portal Brasil publicado: 13/07/2012 16h11 última modificação: 29/07/2014 09h04
Unidade de terapia intensiva concentra os principais recursos, humanos e materiais, necessários para dar suporte às funções vitais dos recém-nascidos

Unidade de terapia intensiva concentra os principais recursos, humanos e materiais, necessários para dar suporte às funções vitais dos recém-nascidos

Recursos são destinados para ações de assistência à gestante e ao bebê

 

Para dar continuidade às ações da segunda etapa do Rede Cegonha, foi aprovada a liberação de R$ 19,7 milhões para o estado de São Paulo. A portaria nº 1.500, que contempla quatro municípios, foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (13).

Serão repassados, de imediato, R$ 8,9 milhões para os serviços já existentes. O restante do valor, R$ 10,8 milhões, será pago de acordo com o andamento das ações do programa no estado.

Os recursos são para o custeio de três Centros de Parto Normal; 12 leitos de Gestação de Alto Risco; dez leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Adulto tipo II; dez leitos de UTI Neonatal tipo II; nove leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) Neonatal e dois leitos Canguru. Também serão qualificados seis leitos de Gestação de Alto Risco; 40 leitos UTI Adulto tipo II; 23 leitos de UTI Neonatal tipo II e 22 leitos de UCI Neonatal.

Os municípios contemplados foram Cotia, com R$ 4,7 milhões; Embu, com R$ 960 mil; Itapecerica da Serra, com R$ 6,2 milhões, e Taboão da Serra com R$ 7,8 milhões.

 

Pernambuco

O estado de Pernambuco também receberá mais recursos para a segunda etapa do Rede Cegonha. A Portaria nº 1.498, que também foi publicada no DOU desta sexta, destina R$ 18,2 milhões para investimentos no estado.

Os serviços já iniciados na primeira etapa receberão R$ 9,4 milhões, enquanto o restante - R$ 8,8 milhões - será gasto em qualificação e ampliação da rede de assistência à mulher e ao bebê do estado.

Serão custeados cinco Centros de Parto Normal; cinco Casas da Gestante, Bebê e Puérpera; qualificação para 25 leitos de Gestação de Alto Risco; 11 leitos de UTI Adulto tipo II; 14 leitos de UTI Adulto tipo III; 18 leitos de UTI Neonatal tipo II; 36 leitos de UCI Neonatal e 18 leitos Canguru.

O município de Cabo de Santo Agostinho receberá R$ 960 mil; Camaragibe recebrá R$ 960 mil; Recife, R$ 10,1 milhões; e Petrolina, R$ 6,1 milhões.

 

Rede Cegonha

A estratégia Rede Cegonha foi lançada ano passado e fortalece os princípios da humanização e assistência para mulheres e recém-nascidos - que vão do planejamento familiar à confirmação da gravidez, passando pelo pré-natal, parto, pós-parto, até os dois primeiros anos de vida da criança.

Dentro das ações previstas estão a ampliação do acesso, acolhimento e melhoria da qualidade do pré-natal; o transporte da mãe e do recém-nascido para os exames de pré-natal e para o parto; e a realização de partos seguros, entre outros.

 


Leia mais:

Governo amplia parcerias para fortalecer Rede Cegonha

Do pré-natal ao pós-parto, saiba como garantir a saúde de gestantes, mães e bebês

Governo investe R$ 9 bilhões para aperfeiçoar a Rede Cegonha

Rede Cegonha reduz mortalidade materna em 21% no 1o ano do programa, diz Saúde

Rede Cegonha destina R$ 388 milhões para Minas, Ceará e DF

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Devido ao surto de febre amarela em alguns estados brasileiros, registro de vacinação contra a febre amarela passou a ser exigido dos viajantes
Arquivo/Anvisa
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido
Divulgação/Governo do Paraná
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados, e de forma escalonada no RJ e ES
Naftali Emídio/Pref. do Cabo de Santo Agostinho
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Profissionais devem escolher município de atuação até quinta-feira (16)
Pei Fon/Prefeitura de Maceió

Governo digital