Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Brasília terá transporte gratuito para pessoas com Anemia Falciforme

Saúde

Brasília terá transporte gratuito para pessoas com Anemia Falciforme

por Portal Brasil publicado: 01/08/2012 17h39 última modificação: 29/07/2014 09h04
EBC Através do teste é possível o diagnóstico precoce da doença

Através do teste é possível o diagnóstico precoce da doença

Cerca de  77 mil pessoas já utilizam o Passe Livre no Distrito Federal

 

No Distrito Federal (DF), já está em vigor a Lei 4887/2012 que garante a gratuidade nos serviços de transporte público, coletivo e metrô à pessoas com Anemia Falciforme. Para ter direito à gratuidade, os doentes devem apresentar laudos médicos para cadastramento e recebimento do Passe Livre.

Segundo a Política Distrital para a Integração da Pessoa com Deficiência, cerca de  77 mil pessoas utilizam o Passe Livre atualmente no DF. A nova Lei beneficia pessoas com anemias congênitas (falciforme e talassemia), acometidos por insuficiência renal crônica, cardíacos crônicos, portadores de câncer, de vírus HIV e de anemias coagulatórias congênitas (hemofilia), porém não há estimativas de quantas serão beneficiadas com a mudança.

 

Para ter direito

Para ter direito ao Passe Livre, o paciente deverá realizar o cadastro na Secretaria de Justiça do Distrito Federal. É necessário apresentar laudo médico com diagnóstico. O registro deve ser encaminhado ao Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTRans). Após esse procedimento, a autarquia emitirá o cartão especial para os beneficiados.

 

Anemia Falciforme

Originária da África, a anemia falciforme foi uma mutação para adaptação a questões ambientais que vitimou os povos do continente. Com a diáspora, se espalhou pelo mundo e se tornou herança genética nas populações afrodescendentes da Europa, Índia, Estados Unidos e América Latina. Incurável, a doença faz com que as células vermelhas do sangue percam sua forma e sustentabilidade, proporcionando muitas dores, rigidez nas articulações e a anemia aguda.

Uma ferramenta fundamental para a segurança do bebê e da família, o “teste do pezinho”, oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). ajuda no diagnóstico precoce da enfermidade, o que permite que a doença seja tratada de forma adequada desde o nascimento da criança, evitando uma série de complicações e a morte.

 

Leia mais:

Pré-natal é fundamental para uma gravidez saudável, diz Ministério da Saúde

Estima-se que 14,5% dos brasileiros tenham alguma deficiência física ou mental

Pessoa com deficiência terá atenção especial

 

Fonte:
Fundação Palmares

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Anvisa propõe novo marco regulatório para os suplementos alimentares
Agência Nacional de Vigilância Sanitária propõe novo marco regulatório para garantir a segurança do consumidor
ANS anuncia novos procedimentos que planos de saúde deverão cobrir
Agência Nacional de Saúde inclui novo conjunto de exames, terapias e procedimentos ao ROL mínimo dos planos de saúde
Governo pretende imunizar 2,8 milhões contra a febre amarela em SP
Até o momento, nenhuma pessoa morreu por causa da doença no estado. Um dose da vacina é suficiente para proteger quem toma por toda a vida
Agência Nacional de Vigilância Sanitária propõe novo marco regulatório para garantir a segurança do consumidor
Anvisa propõe novo marco regulatório para os suplementos alimentares
Agência Nacional de Saúde inclui novo conjunto de exames, terapias e procedimentos ao ROL mínimo dos planos de saúde
ANS anuncia novos procedimentos que planos de saúde deverão cobrir
Até o momento, nenhuma pessoa morreu por causa da doença no estado. Um dose da vacina é suficiente para proteger quem toma por toda a vida
Governo pretende imunizar 2,8 milhões contra a febre amarela em SP

Últimas imagens

Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Redução é acompanhada do aumento das inciativas do Ministério da Saúde para intensificar os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Kits contêm 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos
Arquivo/EBC
Candidatos poderão escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas
Candidatos poderão escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas
Arquivo/EBC

Governo digital