Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Inaugurado Hospital da Mulher em Fortaleza com atendimento a seis especialidades

Saúde

Inaugurado Hospital da Mulher em Fortaleza com atendimento a seis especialidades

por Portal Brasil publicado: 17/08/2012 19h39 última modificação: 29/07/2014 09h04
Unidade de terapia intensiva concentra os principais recursos, humanos e materiais, necessários para dar suporte às funções vitais dos recém-nascidos

Unidade de terapia intensiva concentra os principais recursos, humanos e materiais, necessários para dar suporte às funções vitais dos recém-nascidos

Capital do Ceará também vai ganhar 125 leitos para emergências e 26 UTIs 

 

Fortaleza passa a contar com uma nova unidade especializada no atendimento às mulheres. Foi inaugurado nesta sexta-feira (17) o Hospital da Mulher que, de imediato, oferece atendimento em seis especialidades: ginecologia e obstetrícia, ortopedia, endocrinologia, mastologia e hebiatria (consultas para adolescentes). O custo total da obra foi de mais de R$ 88 milhões, sendo R$ 78,8 milhões da prefeitura e R$ 9,3 milhões repassados pelo Ministério da Saúde (MS).

O Hospital da Mulher dispõe de 184 leitos, incluindo dez de UTI neonatal, 16 de UTI neonatal de médio risco e dez de UTI adulto. Quando estiver em pleno funcionamento, a unidade oferecerá consultas em 16 especialidades. O hospital é referência para o programa Rede Cegonha, estratégia do governo federal, estados e municípios, iniciado em 2011, com objetivo de humanizar e melhorar o atendimento prestado às gestantes, mães e bebês na rede pública de saúde.

O Ministério já assegurou R$ 1,2 milhão por mês para o custeio das ações do programa no Hospital da Mulher de Fortaleza. Em funcionamento desde o início de julho deste ano, o Hospital da Mulher já realizou mais de 1,7 mil consultas especializadas e cerca de 3 mil procedimentos.

“O Hospital da Mulher, além de melhorar o acolhimento às pacientes, com atendimento integral, é muito importante para o programa Rede Cegonha e as estratégias de melhoria das condições de atendimento às gestantes e aos recém-nascidos”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

IJF

Durante a solenidade, o Ministério da Saúde anunciou ainda reforços para a Rede de Urgência e Emergência de Fortaleza, com a inauguração de125 leitos de retaguarda e a entrega de equipamentos ao Instituto José Frota Central (IJF). Foram R$ 2,7 milhões para o custeio anual de 30 leitos no Pronto-Socorro dos Acidentados; R$ 2,7 milhões para outros 30 leitos de retaguarda no Hospital Distrital Fernandes Távora; R$ 3,7 milhões para custeio anual de 40 leitos no Hospital da Mulher; R$ 930,7 mil para custeio de 10 leitos no Hospital Uniclinic e mais R$ 1,3 milhão para 15 leitos na Santa Casa de Misericórdia

O custeio é de R$ 11,8 milhões por ano. Além disso, foram qualificados outros 29 leitos de emergência e 26 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).  Para esses leitos, o custeio anual é de R$ 5,89 milhões. 

Integrante da estratégia S.O.S Emergências, o hospital IJF conta com R$ 3,6 milhões por ano para ampliar serviços, dos quais 75% já foram repassados. Há, ainda, outros R$ 3 milhões para investir na compra de equipamentos. O S.O.S Emergências é uma ação estratégica para a qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre as medidas já adotadas pelo IJF para aprimorar o atendimento aos usuários está a realização de cirurgias traumatológicas em sistemas de mutirão no próprio hospital. Também foi implantado o Kan Ban, instrumento capaz de controlar o tempo de permanência dos pacientes no hospital, e propicia o controle diário dos pacientes da emergência.

 “Ao inaugurar o Hospital da Mulher e ampliar o número de leitos no hospital José Frota estamos reforçando a capacidade de resposta nos serviços de urgências do Estado do Ceará. Com isso esperamos melhorar o atendimento na rede pública de saúde”, disse Padilha.

Leia mais:

Vinte e sete novos leitos de UTI são entregues no Distrito Federal

Pacientes politraumatizados terão atendimento especial no Rio de Janeiro

São Paulo, Bahia e Distrito Federal recebem novas UPAs

 

Fonte:

Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Porque gestantes devem tomar a vacina da gripe
A médica Silândia Amaral Freitas explica porque as gestantes não devem deixar de tomar a dose da vacina
Fórum Global Alusivo ao Dia Mundial de Doação de Leite
Governo lança conteúdo em espanhol para profissionais de saúde sobre o amamentação de bebês nascidos com microcefalia
Governo e Cartoon Network convocam crianças a combater o Aedes
Crianças são convocadas, como super-heróis, para combater o mosquito responsável por transmitir dengue, chikungunya e zika
A médica Silândia Amaral Freitas explica porque as gestantes não devem deixar de tomar a dose da vacina
Porque gestantes devem tomar a vacina da gripe
Governo lança conteúdo em espanhol para profissionais de saúde sobre o amamentação de bebês nascidos com microcefalia
Fórum Global Alusivo ao Dia Mundial de Doação de Leite
Crianças são convocadas, como super-heróis, para combater o mosquito responsável por transmitir dengue, chikungunya e zika
Governo e Cartoon Network convocam crianças a combater o Aedes

Últimas imagens

Descoberta pode aumentar a qualidade e a longevidade de pacientes com câncer de pulmão com metástase óssea
Descoberta pode aumentar a qualidade e a longevidade de pacientes com câncer de pulmão com metástase óssea
Divulgação/EBC
Reinserção social de pessoas que sofreram com transtornos mentais está previsto em lei federal
Reinserção social de pessoas que sofreram com transtornos mentais está previsto em lei federal
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil
Hospitais vão virar Centros Confirmadores das doenças e adotar um modelo único de atendimento a partir de abril
Hospitais vão virar Centros Confirmadores das doenças e adotar um modelo único de atendimento a partir de abril
Divulgação/Agência Brasil

Governo digital