Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Indígenas de Guamá recebem unidades móveis de atendimento odontológico

Saúde

Indígenas de Guamá recebem unidades móveis de atendimento odontológico

por Portal Brasil publicado: 13/08/2012 15h57 última modificação: 29/07/2014 09h04
MDS Foram entregues duas Unidades Odontológicas Móveis (UOMs). Com esta iniciativa, mais de sete mil indígenas serão beneficiados com os veículos

Foram entregues duas Unidades Odontológicas Móveis (UOMs). Com esta iniciativa, mais de sete mil indígenas serão beneficiados com os veículos

A população indígena atendida pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Guamá-Tocantins, que mora em aldeias localizadas ao leste do Pará e norte de Tocantins, recebeu na última sexta-feira (10) duas Unidades Odontológicas Móveis (UOMs). A entrega foi feita pelo secretário Especial de Saúde Indígena, Antônio Alves de Souza. Com esta iniciativa, mais de sete mil indígenas serão beneficiados com veículos que oferecem tratamento clínico odontológico, além de ações de  prevenção e promoção à saúde bucal. Cada unidade realizará até 350 atendimentos por mês. O investimento foi de R$ 3,85 milhões na aquisição dos veículos e equipamentos.

Infraestrutura

Em um ano, o número de trabalhadores contratados para atuar na saúde indígena no Distrito Sanitário Especial Indígena DSEI Guamá-Tocantins - incluindo odontólogos e outros profissionais de saúde - subiu 24%, passando de 241 para 299 profissionais. A medida preencheu vagas em locais onde havia carência de profissionais de saúde.

Além disso, foram investidos R$ 25,6 mil para aquisição de 2.210 equipamentos como espelho clínico, pinças cirúrgicas, fórceps, tesouras clínicas e cirúrgicas, entre outros.

Assistência

Cada Unidade Odontológica Móvel (UOM) conta com um consultório odontológico equipado com cadeira odontológica, kit de pontas (motor), cadeira do dentista (mocho), refletor, amalgamador e os materiais que fazem o preparo dos produtos utilizados nas restaurações dos dentes (fotopolimerizador), raio-x e autoclave para esterilização do material dentário. As unidades contam ainda com ar-condicionado, lavatório, reservatórios de água, armários para armazenagem de material e o gerador de energia.

Leia mais:

Mais de 70 mil indígenas do MS receberão atendimento odontológico 

Saúde bucal será ampliada no País 

Tratamento odontológico público terá investimento de 3,6 bilhões até 2014 

Fonte:

Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital