Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Número de transplantes cresce no País

Saúde

Número de transplantes cresce no País

por Portal Brasil publicado: 06/08/2012 18h27 última modificação: 29/07/2014 09h04
Exibir carrossel de imagens Portal Brasil O número de transplantes aumentou em 17 unidades da Federação e registrou 7.933 cirurgias.

O número de transplantes aumentou em 17 unidades da Federação e registrou 7.933 cirurgias.

O Sistema Único de Saúde oferece exames, cirurgias, acompanhamento médico e medicamentos aos pacientes que necessitam de transplantes e já é o principal sistema público do mundo

Os índices representam dados dos primeiros quatro meses deste ano e, até abril, já haviam sido realizados 7.993 transplantes no País. Um crescimento de 37% comparado ao mesmo período de 2011, quando foram notificados 5.842. A região Norte registrou aumento de 109% e a região Centro-Oeste teve 103%. O transplante de coração teve crescimento de 61%.

O número de doadores também aumentou e nesse primeiro quadrimestre, o País registrou elevação de 29% no número de doadores - 726 doadores - comparado ao mesmo período do ano passado – 564.  “Atingimos um patamar importante e hoje o Brasil é uma referência. O país possui o maior sistema público de transplantes do mundo. Hoje, 95% das cirurgias são realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de forma totalmente gratuita à população”, destaca ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O Sistema Nacional de Transplantes conta com 35 Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos, que facilitam a circulação das informações sobre a compatibilidade e a disponibilidade dos órgãos e tecidos em todo o País; 11 Câmaras Técnicas Nacionais; 172 Centros de Transplantes – hospitais aptos aos procedimentos cirúrgicos; e 316 equipes de transplantes, que são divididas por especialidade de órgão.  

Em abril, o Ministério da Saúde possibilitou o aumento de até 60% no repasse de recursos para ampliação do número de transplantes no SUS. Os hospitais que fazem transplante de rim, por exemplo, tiveram um reajuste específico de 30% para estimular a realização dos procedimentos e a redução do número de pessoas que aguardam pela cirurgia. 

Em 2011, foram investidos R$ 1,3 bilhão para manutenção e crescimento da rede - quatro vezes mais que o total de recursos alocados para o setor em 2003, quando foram destinados R$ 327,85 milhões.

Incentivo a doação

Os interessados em ser doadores de órgãos no Brasil podem manifestar sua vontade no Facebook. A rede social tem mais de 37 milhões de usuários no País e, com a nova funcionalidade - lançada no dia 30 de julho - pretende reunir e cadastrar possíveis doadores. A ideia é promover a intenção de doar órgãos, utilizando o poder das redes sociais.

O usuário poderá adicionar a opção por ser doador em sua Linha do Tempo e escrever sobre sua decisão. Além disso, é possível também escolher com quem a informação poderá ser compartilhada, utilizando o controle de privacidade. O aviso poderá aparecer tanto na linha do tempo quanto na descrição do perfil.

Os usuários interessados em ativar a funcionalidade devem navegar pela sua Linha do Tempo e clicar em Evento Cotidiano (na parte superior da linha). Em seguida devem selecionar a opção Saúde e Bem Estar e depois selecionar a opção Doador de Órgãos. O público que poderá ver a mensagem deve ser escolhido e logo em seguida, a opção salva.

 

 

Leia mais:

Saiba mais sobre transplantes e atendimento

Brasileiros podem declarar que desejam doar órgãos pelo Facebook

Brasil quer atingir meta de 15 doadores de órgãos para cada 1 milhão de pessoas

 

Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia. Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Museu da Vida da Fiocruz, no Rio de Janeiro, apresenta uma programação especial em homenagem à Semana Nacional dos Museus
Fiocruz participa da Semana Nacional dos Museus com uma série de atividades
Ministério da Saúde lançou campanha para incentivar a doação de leite materno com slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"
Campanha do Ministério da Saúde incentiva a doação de leite materno
Governo decretou fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional para o vírus zika e a microcefalia.  Medida ocorre após queda na ocorrência dos casos do vírus no País.
Governo decreta fim da Emergência Nacional para o vírus zika e microcefalia

Últimas imagens

Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Índice de reajuste pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato
Arquivo/Agência Brasil
Produtos da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, responsável pela linha de produção
Produtos da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, responsável pela linha de produção
Divulgação/Ministério da Saúde
Desde o dia 17 de abril, a vacina contra a gripe está disponível nos postos
Desde o dia 17 de abril, a vacina contra a gripe está disponível nos postos
Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Rótulos dos produtos divulgam falsas propriedades terapêuticas
Rótulos dos produtos divulgam falsas propriedades terapêuticas
Divulgação/EBC
Em 2016, os bancos de leite humano do País registraram mais de 300 atendimentos em grupos
Em 2016, os bancos de leite humano do País registraram mais de 300 atendimentos em grupos
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital