Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Pernambuco e Santa Catarina vão ganhar nova Unidade de Pronto Atendimento

Saúde

Pernambuco e Santa Catarina vão ganhar nova Unidade de Pronto Atendimento

por Portal Brasil publicado: 31/08/2012 19h11 última modificação: 29/07/2014 09h04
Divulgação/Governo do Rio de Janeiro Uma média de 2 milhões de pessoas são atendidas por mês nas 213 UPAs ativas no País

Uma média de 2 milhões de pessoas são atendidas por mês nas 213 UPAs ativas no País

UPA de Guarulhos (SP) também receberá investimento de R$ 3 milhões

 

Portaria publicada nesta sexta-feira (31) no Diário Oficial da União (DOU) determinou o repasse de R$ 3 milhões anuais para o custeio e manutenção de uma UPA em Garulhos (SP). Duas portarias publicadas na quinta-feira (30) autorizam a instalação de duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas) uma em Camaragibe (PE) e outra em São José (SC).

O objetivo do Ministério da Saúde é aprimorar a estrutura da rede de urgência e o atendimento prestado ao cidadão. As UPAs funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, e podem resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. Essas unidades inovam ao oferecer estrutura simplificada - com raio-x, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação.

Nas localidades que contam com as UPAs, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. É feita avaliação da necessidade de encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.

As UPAs são divididas em três tipos, conforme a capacidade de atendimento. As tipo III apresentam estruturas de até 20 leitos e capacidade para atender até 450 pessoas por dia. As unidades do tipo II contam com até 12 leitos, recebem até 300 pessoas por dia, enquanto a do tipo I tem oito leitos e possui potencial para atender até 150 pacientes por dia. As UPAs de Garulhos, Camaragibe e São José são do tipo I.

Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, os planos de ação para a organização das urgências nos estados e municípios é uma etapa importante na melhoria da saúde pública no País. “Estamos estimulando os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) a organizarem as redes de assistência para que os serviços funcionem de forma integrada. Com isso, a população terá maior qualidade no atendimento”, afirma Padilha.

 

Leia mais:

UPAs do Rio de Janeiro receberão mais R$ 90 milhões por ano

Municípios paraenses receberão investimentos para unidades de saúde

Rio Grande do Norte receberá R$ 86,2 mi para Rede de Urgência

São Paulo, Bahia e Distrito Federal recebem novas UPAs

Governo federal garante adicional de R$ 73,2 milhões para saúde em quatro estados

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Neste ano o Ministério da Saúde pretende ampliar esses serviços a partir de mudanças que estão sendo formuladas
Mais de 196 milhões de consultas foram realizadas nas unidades básicas de saúde em 2016
Ministro da Saúde apresenta balanço da economia feita desde que assumiu a pasta
Prontuário eletrônico dos pacientes do SUS deve ser implantado em todo país até final de 2018
Atualmente, cerca de 10 milhões de pessoas são beneficiadas por mês com a iniciativa
Farmácia Popular vai receber mais R$ 80 milhões por ano para a compra de medicamento

Últimas imagens

Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Para essa faixa etária orientação é esquema com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Medida foi possível após realocação dos R$ 100 milhões destinados à Rede Própria do Farmácia Popular
Arquivo/Ministério da Saúde
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Homens têm mais diabetes, colesterol elevado, obesidade e pressão alta
Olival Santos/Governo de Alagoas
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Programa ainda conscientiza os pais sobre a importância da participação no acompanhamento da gravidez
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)

Governo digital