Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Uso precoce de antirretrovirais vai ajudar a reduzir o risco de transmissão do HIV

Saúde

Uso precoce de antirretrovirais vai ajudar a reduzir o risco de transmissão do HIV

por Portal Brasil publicado: 28/08/2012 18h59 última modificação: 29/07/2014 09h04

Novo consenso de tratamento visa a reduzir a progressão da doença e as infecções associadas e a diminuir a transmissão do HIV

 

Com a intenção de reduzir as ocorrências de infecções associadas à Aids e diminuir os riscos de transmissão do vírus, o Ministério da Saúde adota um novo Consenso Terapêutico da doença – ampliar o uso precoce de antirretrovirais

A iniciativa surgiu para reduzir o risco de infecções entre os pacientes e evitar a transmissão entre parceiros sexuais fixos em que apenas um deles é soropositivo – estes são chamados de sorodiscordantes. 

O País já utilizava os tratamento com antirretroviral, mas preferiu usar o procedimento de forma precoce. A mudança diz respeito às células de defesa do organismo. Agora, o paciente poderá utilizar os medicamentos mesmo com seu sistema imunológico em bom funcionamento, a fim de reduzir riscos de infecções e contrair doenças. Os profissionais da saúde devem esclarecer aos pacientes a importância do tratamento precoce.  

O investimento federal estimado para inclusão dos dois novos grupos de pacientes – tratamento precoce e casais sorodiscordantes - é de aproximadamente R$ 120 milhões ao ano.

 

Mudança

 A principal mudança das diretrizes é a expansão do tratamento antirretroviral para todas as pessoas com contagem de linfócitos CD4 - células de defesa do organismo que indicam o funcionamento do sistema imunológico - menor ou igual que 500 células/mm3.  Até a edição da mudança, o parâmetro para início do tratamento era menor ou igual que 350 células/mm3.

Pelo consenso, também há indicação de terapia antirretroviral para pacientes, cuja contagem de linfócitos está acima de 500 células/mm3 para casos específicos como coinfecção com hepatite B, doença cardiovascular ou renal atribuída ao HIV e tumores.

“As diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde servem de referência aos profissionais de saúde, que devem discutir com os pacientes diagnosticados a possibilidade de início precoce do tratamento”, esclarece o Secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.

 

Fique sabendo

O Ministério da Saúde desenvolve ações de apoio por meio do programa “Fique Sabendo”. A ação vai contar com serviços móveis onde estados e municípios vão poder utilizar os recursos destinados ao combate à Aids para a compra de trailers de atendimentos.

A testagem serve para diagnosticar as pessoas infectadas. A entrega do resultado é sigilosa. Caso a pessoa tenha o vírus, na mesma ocasião será encaminhada aos serviços de referência para o tratamento adequado.

A implementação do Fique Sabendo existe desde 2005. Com a ação houve alta nos exames realizados, chegando a atingir uma marca de 3 milhões de exames.

 

Leia mais:

Relatório da Onu sobre Aids cita Brasil como referencia

Mais de 70 milhoes de brasileiros foram vacinados contra hepatite B desde 1998

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Outubro Rosa conta com ações de conscientização na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília. O objetivo é alertar as mulheres da importância do diagnóstico precoce
Outubro Rosa conta com ações de conscientização em todo o país
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões

Últimas imagens

A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
A Sexta-feira Sem Mosquito vai contar com colaboração de toda a sociedade, com mobilização nas escolas públicas
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Estabelecimentos que adaptarem os serviços podem receber adicional de até R$ 2,4 milhões por ano
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde

Governo digital