Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 09 > Brasileiros têm acesso a remédios gratuitos

Saúde

Brasileiros têm acesso a remédios gratuitos

por Portal Brasil publicado: 12/09/2012 16h07 última modificação: 29/07/2014 09h03
Ministério da Saúde A ação oferece 17 opções de medicamentos para diabetes, hipertensão e asma

A ação oferece 17 opções de medicamentos para diabetes, hipertensão e asma

O Saúde Não Tem Preço oferece 17  medicamentos para diabetes, hipertensão e asma que podem ser retirados gratuitamente em mais de 20 mil farmácias do País

 

O programa do governo federal, Saúde Não Tem Preço, que desenvolve a ação “Aqui Tem Farmácia Popular”,  já beneficiou até agosto cerca de 10,9 milhões de pessoas. Por meio do programa é possível  que cada vez mais brasileiros tenham acesso a medicamentos gratuitos. Medicamentos para diabetes, hipertensão e asma são distribuídos gratuitamente.

Uma pesquisa do Ministério da Saúde revela que do total de pacientes já atendidos pelo programa, cerca de 10,7 milhões se referem  a pacientes com diabetes e hipertensão. O total mensal de atendimentos passou de 853 mil, em janeiro de 2011, para 4,1 milhões, em agosto em 2012, representando aumento de 383%.

Em junho deste ano, com intuito de aumentar o acesso e diminuir o número de internações por asma, também foram inclusos três medicamentos para a doença, beneficiando 204 mil pessoas em três meses, o que representa  111% de aumento. No total, são 17 medicamentos gratuitos para diabetes, hipertensão e asma.

Em todo o País, são mais de 20 mil farmácias, entre públicas e particulares credenciadas, que distribuem os medicamentos. Para obter os produtos disponíveis no Saúde Não Tem Preço, o usuário precisa apresentar CPF, documento com foto e receita médica dentro do prazo de validade. Pessoas com mais de 60 anos ou com dificuldades de locomoção ficam dispensadas da presença física, podendo o medicamento ser retirado com procuração por familiares ou amigos.

Farmácia Popular

Criado em 2004 para ampliar o acesso da população a medicamentos para as doenças mais comuns entre os cidadãos, o programa Farmácia Popular do Brasil oferta medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto. No último ano, o programa registrou um crescimento de 269% no número de pessoas beneficiadas, saltando de 1,2 milhão em janeiro de 2011 para 4,8 milhões em julho de 2012.

Além dos cerca de 810 tipos de medicamentos oferecidos gratuitamente nas mais de 38 mil unidades públicas de saúde localizadas em todos os municípios do País, o programa Farmácia Popular disponibiliza, na rede própria, 113 itens. São ofertados 25 itens. São medicamentos para hipertensão, diabetes, asma, colesterol, glaucoma, rinite, osteoporose, doença de Parkinson, dislipidemia e anticoncepção.

 

Quem tem direito

Para ter acesso aos medicamentos do programa Farmácia Popular, tanto na rede própria quanto nas farmácias privadas conveniadas ao programa, o cidadão precisa apenas apresentar um documento de identidade com foto, CPF e receita médica dentro do prazo de validade.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre o Saúde Não Tem Preço:

 

Leia mais:

Novos medicamentos para artrite serão distribuídos pelo SUS

4,8 milhões de pessoas já têm acesso a remédios mais baratos. Saiba como

Retirada de medicamento gratuito para idosos pode ser feita por procuração

Municípios receberão recursos para melhorar acesso e qualidade na saúde

 

Fonte:

Ministério da Saúde
Portal Brasil

 

 

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital