Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 09 > Profissionais são qualificados para atuar em situações de desastre

Saúde

Profissionais são qualificados para atuar em situações de desastre

por Portal Brasil publicado: 20/09/2012 16h28 última modificação: 29/07/2014 09h03

Durante três dias, integrantes da Força Nacional do SUS participam de grupos de trabalho, palestras e atividades coletivas

Para aprender práticas de atuação em situações de desastre e atividades em grupo, 320 profissionais que integram a Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) participam de treinamento, realizado pelo Ministério da Saúde, que começa nesta quinta-feira (20) e termina no sábado (22), em Brasília, Distrito Federal.

Este ano, a Força Nacional do SUS atuou em enchentes ocorridas em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Acre, ações que resultaram no envio de 15 toneladas de medicamentos para socorrer as vítimas das chuvas. Já para os municípios que sofreram com a falta de abastecimento de água, foram disponibilizados frascos de hipoclorito, que serve para purificar a água e torná-la própria para o consumo.

 

Força Nacional do SUS

A Força Nacional do SUS (FN-SUS) foi criada em novembro do ano passado e vai investir, até 2014, R$ 9 milhões no socorro imediato às vítimas de desastres naturais, calamidades públicas ou situações de risco epidemiológico que exigem uma resposta rápida e coordenada, com apoio logístico e equipamentos adequados.

A FN-SUS conta com mil voluntários e faz parte de um conjunto de ações do governo federal para reorganizar os serviços de urgência e emergência no SUS. A força é um dos componentes da Rede Saúde Toda Hora, lançada também em 2011, e da qual fazem parte o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h), hospitais, salas de estabilização, atenção domiciliar e Atenção Básica.

O papel da FN-SUS foi decisivo para o atendimento de vítimas de desastres naturais, ocorridos ainda em 2011, em várias regiões do País, o que evitou perdas de vidas por causa de chuvas, enchentes, deslizamentos e inundações.

Durante os próximos atendimentos, as equipes da Força Nacional também poderão contar com o apoio das estruturas e serviços locais (Defesa Civil, órgão de vigilância e assistência e Corpo de Bombeiros). Em caso de situação adversa ou no caso da realização de ações humanitárias em outros países, a força também poderá ser convocada pelo Ministério da Saúde para prestar auxílio.

Leia mais:

Governo lança Plano Nacional de Gestão de Riscos e Desastres Naturais

Cerca de R$ 19 bilhões serão investidos em prevenção e resposta a desastres naturais até 2014

Força Nacional do SUS envia 10 toneladas de medicamentos para áreas alagadas no Amazonas

 

Fonte: Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Medicamentos biológicos são produtos inovadores para o tratamento de doenças crônicas, como câncer, diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla
Fábrica de medicamentos biológicos é inaugurada no DF
Recursos serão distribuídos entre 48 hospitais das cinco regiões
Governo libera R$ 220 milhões para hospitais universitários de todo o País
Consumo de medicamentos de cada estado e município, proximidade da data de vencimento e outras perguntas serão respondidas com a criação de uma base que integra as informações dos sistemas de estados e municípios ao sistema nacional
Base integra informações dos sistemas de medicamentos dos estados e municípios

Últimas imagens

Soro
Divulgação/Prefeitura de Campo Verde (MT)
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
País vai tratar 657 mil pessoas a partir de 2018. Pacientes com quadros mais grave da doença terão prioridade
Foto: Rodrigo Nunes/Ministério da Saúde

Governo digital