Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 09 > Rede de assistência à gestante e ao bebê é ampliada em 4 estados

Saúde

Rede de assistência à gestante e ao bebê é ampliada em 4 estados

por Portal Brasil publicado: 06/09/2012 12h35 última modificação: 29/07/2014 09h03
Divulgação / Governo do Estado de Minas Gerais Mais de R$ 90 milhões são destinados à quatro estados para a implantação da Rede Cegonha

Mais de R$ 90 milhões são destinados à quatro estados para a implantação da Rede Cegonha

Estratégia é baseada na humanização e assistência às gestantes, mães e bebês

 

Rio Grande do Norte, Acre, Pernambuco e Mato Grosso serão beneficiados com recursos para qualificar e ampliar a assistência a gestante e ao bebê. A liberação dos recursos para a Rede Cegonha foi anunciada, nessa quarta-feira (5), pelo Ministério da Saúde, por meio de quatro portarias.  

Ao todo, o Rio Grande do Norte terá R$ 46,8 milhões, o Acre R$ 18,6 milhões, Pernambuco R$ 8,5 milhões e Mato Grosso R$ 19 milhões para investimentos na Rede.

Com o acesso à Rede Cegonha, as mulheres, os recém nascidos e as crianças passam a ter mais segurança quanto ao pré-natal, assistência ao parto e pós parto, nascimento seguro e atenção à saúde da criança de até dois anos de idade. A estratégia é baseada na humanização e assistência.

 

Plano de Ação da Rede Cegonha tem primeira etapa no RN

No Rio Grande do Norte, os R$ 46,8 milhões vão para o custeio de três Centros de Parto Normal e seis Casas da Gestante, Bebê e Puérpera, além da criação de 58 leitos de Gestação de Alto Risco, 24 leitos de UTI Adulto tipo II, 30 leitos de UTI neonatal tipo II, 47 leitos de UCI Neonatal e 52 leitos de UCI Canguru. Também serão qualificados 15 leitos de Gestação de Alto Risco, 16 leitos de UTI Adulto tipo II, 58 leitos de UTI Neonatal tipo II e mais 25 leitos de UCI Neonatal.

De imediato, serão repassados R$ 11,1 milhões para os serviços já existentes. O restante do valor será pago conforme andamento da Rede Cegonha no estado.

A portaria aprova a primeira etapa do Plano de Ação da Rede Cegonha para novos investimentos no Rio Grande do Norte, referente às regiões dos municípios de Parnamirim (R$ 5,3 milhões), Mossoró (R$ 13,5 milhões), Pau de Ferros (R$ 6,3 milhões), além da capital Natal (R$ 21,6 milhões).

As ações previstas na estratégia Rede Cegonha visam qualificar, até 2014, toda a rede de assistência, ampliando e melhorando as condições para que as gestantes possam dar à luz e cuidar de seus bebês de forma segura nesse momento e, para isso, é necessário a qualificação do espaço físico e a mudança das práticas, destacou a coordenadora da área técnica da Saúde da Mulher, do Ministério da Saúde, Esther Vilela.


Acre

O repasse dos recursos consta da Portaria número 1.884, ---- http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/noticia/7003/162/mais-r$-929-mi-da-rede-cegonha-para-quatro-estados.html Para o estado do Acre serão R$ 18,6 milhões para o custeio de dois Centros de Parto Normal e duas Casas da Gestante, Bebê e Puérpera, além da criação de 31 leitos de Gestação de Alto Risco, oito leitos de UTI Adulto tipo II, cinco leitos de UTI Neonatal tipo II, 12 leitos de UCI Neonatal e 17 leitos de UCI Canguru. Também serão qualificados 23 leitos de Gestação de Alto Risco, seis leitos de UTI Adulto tipo II, 15 leitos de UTI Neonatal tipo II e mais 21 leitos de UCI Neonatal.

De imediato, serão repassados R$ 5,7 milhões para os serviços existentes. O restante do valor será pago conforme andamento da Rede Cegonha no estado. 

 

Pernambuco

O Estado de Pernambuco terá mais R$ 8,5 milhões para dar continuidade às ações da estratégia Rede Cegonha. O valor é destinado ao custeio de um Centro de Parto Normal; uma Casa da Gestante, Bebê e Puérpera; criação de 16 leitos de Gestação de Alto Risco; oito leitos de UCI Neonatal e 18 leitos de UCI Canguru. Também serão qualificados 34 leitos de Gestação de Alto Risco e 10 leitos de UCI neonatal.

De imediato, serão repassados R$ 3,4 milhões para os serviços existentes. A terceira etapa do plano de ação da Rede Cegonha no estado de Pernambuco contempla a região do município de Caruaru. 

 

Mato grosso

No Estado do Mato Grosso serão repassados R$ 19 milhões que vão para o custeio de cinco Centros de Parto Normal e cinco Casas da Gestante, Bebê e Puérpera, além da criação de três leitos de UTI Neonatal tipo II, 20 leitos de UCI Neonatal e 18 leitos de UCI Canguru. Também serão qualificados 36 leitos de Gestação de Alto Risco, oito leitos de UTI Adulto tipo II, 33 leitos de UTI Neonatal tipo II e mais oito leitos de UCI Neonatal.

O repasse dos recursos consta da Portaria 1.886, publicada nesta quarta-feira (5) no Diário Oficial da União. De imediato, serão repassados R$ 7,5 milhões para os serviços existentes. O restante do valor será pago conforme andamento da Rede Cegonha no estado. 

 

 

Leia mais:

Rede Cegonha chega ao Amapá

Políticas públicas promovem o aleitamento materno e a alimentação complementar

Conheça os tipos de partos existentes

Saiba como garantir a saúde de gestantes, mães e bebês

Gestantes e bebês de mais 4 estados terão rede de assistência ampliada

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Em dez anos, o número de obesos no Brasil cresceu 60%
Excesso de peso é responsável também pelo surgimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes
Concurso elege melhores receitas voltadas à alimentação escolar
A qualidade da merenda escolar influencia diretamente na aprendizagem em sala de aula. Diante disso, um concurso está incentivando merendeiras a fazerem receitas mais saudáveis e gostosas para os alunos
Projeto coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, usa uma bactéria encontrada na mosca da fruta para combater a dengue, zyka e chikungunya
Projeto da Fiocruz usa bactéria para combater aedes aegypti
Excesso de peso é responsável também pelo surgimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes
Em dez anos, o número de obesos no Brasil cresceu 60%
A qualidade da merenda escolar  influencia diretamente na aprendizagem em sala de aula. Diante disso, um concurso está incentivando merendeiras a fazerem receitas mais saudáveis e gostosas para os alunos
Concurso elege melhores receitas voltadas à alimentação escolar

Últimas imagens

Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Publicidade instiga população a buscar diagnóstico nas unidades de saúde e completar tratamento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Fabricantes de vacina não precisarão mais aguardar e já saberão recomendações da OMS para cada ano
Arquivo/EBC
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Empresa deve retirar todos os seus produtos do mercado
Arquivo/EBC
Veículos reforçam  assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Veículos reforçam assistência à saúde na região do Alto Rio Solimões, onde 95% do transporte é fluvial
Foto: Luís Oliveira/Ministério da Saúde
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Pesquisa entrevistou 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos das capitais brasileiras
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital