Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 09 > Tratamento para câncer de pele raro está sob consulta pública

Saúde

Tratamento para câncer de pele raro está sob consulta pública

por Portal Brasil publicado: 04/09/2012 17h23 última modificação: 29/07/2014 09h03
MS Chamada quimioterapia adjuvante, o medicamento Interferona, que é aplicado por injeção, ajuda o organismo a reagir contra o melanoma cutâneo, tipo raro de câncer de pele

Chamada quimioterapia adjuvante, o medicamento Interferona, que é aplicado por injeção, ajuda o organismo a reagir contra o melanoma cutâneo, tipo raro de câncer de pele

Documento traz, pela primeira vez, diretrizes gerais de diagnóstico e tratamento da doença

 

A inclusão de um novo medicamento para o melanoma cutâneo, um tipo raro de câncer de pele, na rede de atendimento oncológico do Sistema Único de Saúde (SUS) está em consulta pública. O documento traz, pela primeira vez, diretrizes gerais de diagnóstico e tratamento da doença. 

 

Apesar de haver baixa incidência, o melanoma cutâneo pode agravar o quadro clínico de pacientes, levando ao alastramento da doença (metástase) e ao óbito. De acordo com o secretário de Atenção à Saúde, Helvécio Miranda, a vantagem do novo tratamento é a “viabilidade de prolongar o tempo de vida do paciente e evitar recaídas”, complementa.

Para assegurar a adoção da quimioterapia adjuvante, terapia que consiste no uso do Interferona, um medicamento aplicado por injeção que ajuda o organismo a reagir contra o melanoma cutâneo, o Ministério da Saúde prevê a aplicação de cerca de R$ 30 milhões por ano.

O novo tratamento deve ser aplicado em pacientes que passam por cirurgia. Após esse procedimento, é realizada uma avaliação, que inclui o exame de gânglios linfáticos, que integram o sistema imunológico humano. Caso sejam detectados vestígios do melanoma - o que indica o risco de haver uma recaída do paciente e a metástase - é recomendada a quimioterapia adjuvante, com uso da Interferona.

No ano passado, foram registradas 7.443 internações provocadas pela doença, totalizando mais de R$ 5,5 milhões. Em 2010, foram 8.569 internações ao custo de R$ 6,4 milhões. Para atender essa demanda, hoje, no Brasil, a rede estruturada para o atendimento de câncer conta com 273 hospitais. Todos os estados do País ofertam o serviço.

 

Inca

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que neste ano ocorram mais de 6,2 mil casos da doença, sendo a maior parte entre homens – quase 3,2 mil. Do total, 20% são diagnosticados já na fase três, etapa em que a doença está avançada e já provoca a metástase e o óbito do paciente. Em 2010, ocorreram 1.507 mortes, sendo 842 homens e 665 mulheres. A faixa etária mais afetada tem em torno dos 50 anos.

 

Câncer de Pele

O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e tem predominância em adultos brancos.

Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil, e corresponda a 25% de todos os tumores malignos registrados no País, o melanoma representa 4% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase.

Apesar de ser uma doença grave, o melanoma cutâneo é curável, se detectado precocemente. O principal sinal desse tipo de câncer é o surgimento de manchas escuras na pele, que mudam de tamanho e de cor, e que podem sangrar.

A doença é provocada pela exposição indevida à luminosidade solar, entre 10 e 15 horas, período em que há maior incidência de raios ultravioleta.

 

Leia mais:

Novo medicamento para tratamento do câncer de mama será oferecido pelo SUS

Pesquisa com células-tronco de câncer de osso vai auxiliar no tratamento da doença

OMS classifica fumaça do diesel como cancerígena

Publicada portaria que padroniza diagnóstico e tratamento de câncer de ovário

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

 Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados em Unidades Básicas de Saúde
Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos das PICs foram realizados em Unidades Básicas de Saúde
Divulgação/Governo do Rio Grande do Sul
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital